PUBLICIDADE

Roma se blinda e fechará escolas durante cúpula do G20

27 out 2021 18h32
ver comentários
Publicidade

O prefeito da província de Roma, Matteo Piantedosi, assinou nesta quarta-feira (27) um decreto que prevê o fechamento de todos os complexos escolares da "cidade eterna" a partir da próxima sexta-feira (29), em mais uma medida para blindar a capital da Itália durante a cúpula do G20, marcada para os dias 30 e 31 de outubro.
    A medida determina que as instituições suspendam as atividades didáticas e qualquer outra iniciativa a partir das 16h (horário local) do dia 29 de outubro até o fim do domingo.
    As aulas de cursos noturnos não serão permitidas, o que deve afetar cerca de 5 mil estudantes em toda a capital italiana. Já no sábado, ao menos 30 mil alunos ficarão sem atividades.
    A decisão foi tomada para evitar a movimentação de pessoas na tentativa de "garantir o bom funcionamento do G20".
    Ontem, o governo italiano já havia anunciado que irá blindar o centro de Roma, além de criar uma zona de segurança máxima de mais de 10 quilômetros quadrados no bairro EUR.
    As autoridades vão manter máxima atenção aos locais onde ficarão as delegações, aos lugares simbólicos de Roma e às principais ruas comerciais. Além disso, todas as rotas que os chefes de Estado e de governo farão durante os dois dias do G20 serão monitoradas.
    O plano de segurança ainda prevê atiradores de elite, o bloqueio de estradas próximas da região e dos portões de acesso, a contratação de mais de 5 mil agentes para reforçar o contingente de militares das Forças Armadas e o uso de drones e aparelhos de tecnologia militar na operação.
    A Itália está blindando a capital do país cada vez mais para a cúpula das 20 maiores economias do mundo, principalmente em decorrência das ameaças de protestos de movimentos antivacina e contra o certificado sanitário.
    "Grupos anônimos na web, em sites que circulam por várias partes do mundo, podem lançar iniciativas que muitas vezes são ilegais.
    Resta saber se os grupos 'No vax' e 'No pass' pretendem se juntar aos dois eventos marcados para sábado na capital, que acontecerão simultaneamente à cúpula", explicou o chefe de polícia, Lamberto Giannini.
    Segundo relatos, duas manifestações contra o governo do premiê Mario Draghi estão marcadas para o próximo fim de semana, na Piazza San Giovanni e na Piazzale Ostiense.

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade