13 eventos ao vivo

Protesto em Nápoles contra medidas anti-Covid é marcado por confrontos

Governo da Campânia estuda decretar um lockdown na região

23 out 2020
18h38
atualizado às 19h14
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Centenas de pessoas se reuniram no Largo San Giovanni Maggiore, em Nápoles, para protestar contra o toque de recolher e as novas medidas de restrição contra o novo coronavírus (Sars-CoV-2), incluindo um possível lockdown, anunciadas em toda a região da Campânia.

Os manifestantes, que convocaram o ato nas redes sociais, exibem uma faixa com a frase "Você nos fecha, você nos paga", atacando o governador da Campânia, Vincenzo de Luca, e o governo do primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte.

O grupo também acendeu sinalizadores e bombas de fumaça. "A saúde vem em primeiro, mas sem dinheiro não dá para cantar na missa", afirmam os cidadãos.

Apesar de carreatas e procissões estarem atualmente proibidas na região, as pessoas, em sua maioria jovens, cruzaram a Piazza Plesbicito entoado cânticos contra as autoridades e seguiram rumo a sede do governo.

Momentos de tensão entre os manifestantes e os policiais foram registrados na via Santa Lucia, após encontrarem uma barricada de agentes na rua. Bombas de papel e fumaça e fogos de artifício foram arremessados contra os carabineiros, que responderam com gás lacrimogêneo.

Mais cedo, o governo da Campânia, terceira região mais populosa da Itália cuja capital é Nápoles, informou que pretende decretar lockdown nas próximas horas. Com 5,8 milhões de habitantes, o território italiano vem sendo um dos principais focos de disseminação de Sars-CoV-2.

Veja também:

Os traumáticos testes forçados de virgindade no Egito
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade