6 eventos ao vivo

Abbas diz que não descansará até ver todos os presos palestinos em liberdade

13 ago 2013
21h22
atualizado às 21h31
  • separator
  • 0
  • comentários

O presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, afirmou nesta terça-feira que "não vai descansar até que todos os presos palestinos" retornem as suas casas, ao receber na Muqata de Ramala 11 dos 26 detentos que Israel libertou hoje como medida de confiança para reativar as negociações de paz.

"Não pararemos até que todos os presos estejam entre nós", declarou diante de centenas de líderes políticos, parentes de presos, seguidores do movimento nacionalista Fatah e civis palestinos que foram receber os libertados.

Com bandeiras palestinas e grandes cartazes com a imagem do falecido líder Yasser Arafat, muitos dos participantes agradeceram com gritos de "Abbas" o retorno dos presos, enquanto outros pronunciavam "Alah Hu Akbar" (Alá é grande) em demonstração de satisfação e felicidade.

Algumas das pessoas que receberam os libertados carregavam fotos de familiares ainda presos, outros usavam camisetas com os dizeres: "Bem-vindos a casa".

"É o dia mais feliz da minha vida, tomara que algum dia todos os presos fiquem em liberdade", disse um dos libertados, Abdel Nabi Wahhab Gamal Yamil, enquanto Hosni Zawara não se esqueceu de agradecer a Abbas por sua libertação e desejou que o resto dos presos saia em breve.

O presidente da ANP, que chegou à Muqata pouco antes deles, os felicitou por "terem saído da escuridão da prisão à luz da liberdade" e insistiu que continuará trabalhando sem descanso até que todos os palestinos presos em Israel retornem a seus lares.

EFE   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade