3 eventos ao vivo

Estado Islâmico reivindica autoria do ataque

20 abr 2017
16h56
atualizado às 19h25
  • separator
  • comentários

O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) reivindicou a autoria do ataque em Paris. Segundo o portal “Site”, que monitora atividades extremistas na internet, a “Amaq”, agência oficial do EI, disse que a ação foi cometida por um de seus soldados, Abu Yusuf al Beljiki, apelidado de “O Belga”.

A reivindicação é diferente da maioria daquelas realizadas pelo Estado Islâmico, já que foi feita antes mesmo de a identidade do agressor ter sido divulgada pela Polícia, o que indica familiaridade do grupo jihadista com a ação.

Tiros de arma de fogo foram ouvidos na noite desta quinta-feira (20) na Champs-Élysées, a avenida mais célebre de Paris, capital da França.
Tiros de arma de fogo foram ouvidos na noite desta quinta-feira (20) na Champs-Élysées, a avenida mais célebre de Paris, capital da França.
Foto: Reuters

O episódio acontece a apenas três dias das eleições presidenciais na França e pouco mais de 24 horas depois da prisão de dois supostos terroristas que estariam planejando cometer atentados contra os candidatos.

O episódio acontece a apenas três dias das eleições presidenciais na França e pouco mais de 24 horas depois da prisão de dois supostos terroristas que estariam planejando cometer atentados contra os candidatos.

Os suspeitos foram capturados em Marselha, onde a ultranacionalista Marine Le Pen faria um comício. Além disso, os serviços de segurança estão em alerta máximo para o risco de ataques na votação do próximo domingo (23). A França é o país da Europa que mais sofreu atentados terroristas nos últimos anos, incluindo o massacre na redação do jornal "Charlie Hebdo", que matou 12 pessoas em janeiro de 2015, e a série de ataques na capital em novembro do mesmo ano, que fez 130 vítimas.

veja também:

Fonte: ANSA

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade