0

Tailândia proíbe imigração de bebês de barriga de aluguel

Quatro casais tentaram sair da Tailândia com bebês de barriga de aluguel, mas foram impedidos

15 ago 2014
07h37
atualizado às 07h39
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Muitos casais vão atrás de barrigas de aluguel na Tailândia (foto de arquivo)
Muitos casais vão atrás de barrigas de aluguel na Tailândia (foto de arquivo)
Foto: Paula Bronstein / Getty Images

As autoridades de imigração da Tailândia impediram a saída de dois casais australianas que retornavam ao seu país com bebês nascidos de barrigas de aluguel, informou nesta sexta-feira a imprensa local.

Segundo a emissora australiana ABC, os casais foram interceptados na quinta-feira por agentes de imigração no aeroporto de Bangcoc, que receberam a ordem de impedir a saída de bebês de barrigas de aluguel sem o aval de uma ordem judicial.

Outras dois casais americanos também não teriam recebido a autorização para sair da Tailândia na véspera.

A junta militar iniciou uma reforma legal para proibir o aluguel de barrigas após a repercussão do caso do casal australiano que abandonou um bebê com síndrome de Down, nascido de uma barriga de aluguel tailandesa e irmão gêmeo da menina que levaram para casa.

Após este caso, as autoridades tailandesas lançaram uma campanha contra o uso de mães de aluguel que levou ao fechamento de várias clínicas de fertilização artificial, uma delas ligada a um homem de negócios japonês que obteve 15 bebês em um caso de tráfico de pessoas.

A barriga de aluguel na Tailândia só é autorizada caso esta mulher seja parente dos pais. A gestação em troca de dinheiro é proibida.

Veja também:

Erupção vulcânica obriga milhares a fugir na Indonésia
EFE   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade