PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Guilherme Mazieiro

“Força, Equador”, pede novo reforço do Corinthians, país vive crise de segurança

Diego Palacios, lateral equatoriano, foi apresentado nesta quarta, 10, em São Paulo e se manifestou em apoio ao país

10 jan 2024 - 12h23
Compartilhar
Exibir comentários
Lateral Diego Palacios é apresentado no Corinthians
Lateral Diego Palacios é apresentado no Corinthians
Foto: Reprodução/Corinthians TV

O novo reforço do Corinthians, o lateral equatoriano Diego Palacios, foi apresentado nesta quarta, 10, em São Paulo e se manifestou em apoio ao país que vive uma crise de segurança: “Força, Equador”, disse o jogador antes de responder aos questionamentos de jornalistas.

“Quero dizer primeiro: força, Equador. Estamos passando um momento muito difícil, mas que Deus permita que tudo saia bem e que a família possa sair e vir para cá”, disse Palacios. 

O país vizinho vive uma crise de segurança interna com ao menos 10 mortos. O presidente Daniel Noboa reconheceu um "conflito armado interno" no país e identificou 22 gangues como organizações terroristas a serem buscadas pelos militares. Ao menos 70 pessoas foram presas até o momento. O Itamaraty informou que está acompanhando uma denúncia de sequestro de um brasileiro no Equador e busca apurar as circunstâncias do ocorrido junto às autoridades locais.

Ao longo da entrevista ele foi questionado sobre a situação do país e disse que acompanha intensamente a crise, relatou que famílias não conseguem sair de suas casa para comprar alimentos. “É uma coisa muito difícil, mas que Deus permita que tudo saia bem e força, Equador”, disse.

Novo reforço

De acordo com informações do Corinthians, Diego Palacios é natural de Guayaquil (Equador) e iniciou sua carreira no Aucas, do Equador. Em 2018, deu início à sua jornada internacional ao se transferir para o Willem II, da Holanda. Um ano depois, foi em definitivo ao Los Angeles FC, onde conquistou três títulos, incluindo a MLS Cup na temporada 2021/22.

O jogador tem contrato válido até 31 de dezembro de 2027. Segundo o clube, não houve custo para a aquisição de 100% dos direitos econômicos do jogador. A multa rescisória é de R$ 300 milhões para o mercado nacional e 100 milhões de euros para o mercado internacional.

Fonte: Guilherme Mazieiro Guilherme Mazieiro é repórter e cobre política em Brasília (DF). Já trabalhou nas redações de O Estado de S. Paulo, EPTV/Globo Campinas, UOL e The Intercept Brasil. Formado em jornalismo na Puc-Campinas, com especialização em Gestão Pública e Governo na Unicamp. As opiniões do colunista não representam a visão do Terra. 
Compartilhar
Publicidade
Publicidade