0

Bancada da Bala de SP fica de fora do Congresso

6 out 2014
00h24
atualizado às 00h25
  • separator
  • comentários

A chamada Bancada da Bala de São Paulo teve sucesso nestas eleições apenas entre aqueles que disputaram uma cadeira na Assembleia Legislativa. Entre os quatro postulantes, foram eleitos apenas os dois deputados estaduais, ficando de fora os outros dois que aspiravam cadeiras na Câmara dos Deputados.

Foram eleitos para o legislativo paulista Coronel Telhada (PSDB) e Coronel Camilo (PSD). Os outros dois postulantes à Câmara de Deputados, Antônio Ferreira Pinto (PMDB) e Conte Lopes (PTB) ficaram de fora na disputa, somando 12.114 e 73.949 votos cada, respectivamente, números insuficiente para a conquista de um assento no Congresso.

Telhada se elegeu com 254 mil votos, a segunda melhor performance no Estado, composta também pelo DEM, PPS e PRB. Em sua careira na polícia ele foi comandante da Rota, tropa de elite da polícia acusada de ser mais violenta que o necessário e ter alta taxa de letalidade.

Na Assembleia, Telhada costuma criticar o governador Geraldo Alckmin, tucano como ele, por falhas na segurança, além de promover diversas homenagens para a Polícia Militar. Na campanha, seu lema era: “nova rota na política”.

O segundo eleito ao legislativo estadual paulista foi Coronel Camilo, que até então atuava como vereador na cidade de São Paulo. Em sua carreira na polícia, foi comandante-geral da PM. Ele teve 64.448 votos, ficando em 80º lugar, mas com sufrágios suficientes para um assento na Assembleia.

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade