1 evento ao vivo

Telhada acusa Suplicy de forçar acusação falsa de estupro

"De maneira alguma aconteceu isso. A entrevista do coronel Telhada é irresponsável e a acusação é grave", disse Suplicy, em resposta às acusações do ex-comandante da Rota

30 set 2014
19h30
atualizado às 19h37
  • separator
  • 0
  • comentários

O vereador Paulo Adriano Lopes Lucinda Telhada (PSDB-SP), o coronel Telhada, acusou, nesta terça-feira, o senador Eduardo Suplicy (PT) de ter orientado uma jovem a acusar falsamente 14 policiais da Rota de São Paulo de estupro. A acusação foi feita durante uma entrevista exclusiva ao Terra. Em contrapartida, Suplicy disse que as afirmações de Telhada foram "irresponsáveis".

Telhada sobre senador Suplicy: "Só pensa em apoiar bandido"

Segundo o tucano, 14 policiais da Rota foram retirados das ruas e estão respondendo a uma acusação de estupro, feita por uma jovem paulista. O crime teria acontecido durante a reintegração de posse da área do Pinheirinho, em São Paulo, em 2012. Telhada disse que - meses após fazer a acusação - a jovem retornou ao batalhão e voltou atrás em seu discurso, afirmando que nada tinha acontecido e que só tinha feito as acusações por orientação do senador Eduardo Suplicy. 

"A moça voltou ao batalhão e disse 'eu não estou conseguindo dormir direito, porque me mandaram falar aquilo, não aconteceu nada'", disse Telhada. "'Foi o senador Suplicy que me mandou vir aqui e dizer que eu tinha sido estuprada'", conta o coronel.

Suplicy, no entanto, defende que as acusações de Telhada é que são falsas. Segundo ele, a família da jovem que foi vítima do episódio recebeu o petista em sua casa e contou que um grupo de policiais invadiu a casa - à procura de drogas - e estuprou duas mulheres da família. 

Na época, Suplicy discursou no Senado e prometeu apurar o caso. O senador diz ainda que relatou o que ouviu da família ao comandante da Polícia Militar e ao governador Geraldo Alckmin, que deram início às investigações. Um ano e meio depois, os policiais foram indiciados. A reportagem entrou em contato com a Polícia Militar para verificar se a denúncia foi de fato retirada, mas ainda não obteve resposta.

<p>"Desafio o coronel a trazer até mim essas moças que sofreram com o abuso, para que elas me afirmem que retiraram as acusações", disse Suplicy</p>
"Desafio o coronel a trazer até mim essas moças que sofreram com o abuso, para que elas me afirmem que retiraram as acusações", disse Suplicy
Foto: Francisco Cepeda e Leo Franco / AgNews

"De maneira nenhuma eu teria incitado elas a falarem algo que não aconteceu, a inventarem uma história. A entrevista do coronel Telhada é irresponsável e a acusação é grave", sentencia Suplicy. "Desafio o coronel a trazer até mim essas moças que sofreram com o abuso, para que elas me afirmem que retiraram as acusações", disse. "Eu duvido que elas venham a modificar o que disseram a mim", reiterou.

Política levada a sério
Durante a entrevista ao Terra, coronel Telhada também afirmou que o candidato petista Eduardo Suplicy "só é bom para cantar em inglês, para o resto não serve". Telhada disse ainda que Suplicy "brinca" no Senado, devido aos episódios em que cantou em palestras e em discursos.

Suplicy rebateu às críticas dizendo que canta músicas para ilustrar o que diz. "Muitas vezes eu ilustro os pontos de vista que tenho vivido através de músicas em português e em inglês", explicou.

"Se ele quiser assistir a uma palestra minha, em que eu ilustro com canções, ele saberá que - na maior parte das vezes - as canções aparecem no meu discurso por meio de pedidos de quem me ouve", concluiu o candidato petista. 

Coligações e tempo de TV Coligações e tempo de TV

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade