PUBLICIDADE

Jogo para celular 'trolla' candidatos à Presidência

1 out 2014 18h46
| atualizado às 18h50
ver comentários
Publicidade
Em 'The Gilma Saga', personagem precisa chegar ao final sem colidir com dinheiro público
Em 'The Gilma Saga', personagem precisa chegar ao final sem colidir com dinheiro público
Foto: Reprodução

Faltam alguns dias para o 1º turno das eleições deste ano, mas a zoeira na internet parece não ter fim. Recentemente foi disponibilizado na loja de aplicativos do Google um jogo chamado The Gilma Saga, que ‘trolla’ candidatos à Presidência.

Na brincadeira, a personagem principal é Dilma Rousseff (PT), que é chamada apenas de Gilma. O objetivo é fazer com que Gilma chegue até o final do jogo sem colidir com representações de dinheiro público, como pilhas de moeda.

No percurso, ela ainda precisar desviar de Falécio das Neves (Aécio Neves, do PSDB) e Narina (Marina Silva, do PSB), que tentam atrapalhá-la em sua jornada. O jogo também conta com a participação especial do jornalista William Bonner, que aparece para fazer perguntas à candidata do PT.

Gilma, a rainha boladona da quebrada
Na loja de aplicativos do Google, o criador do jogo descreve a personagem principal como “Gilma, a rainha boladona da quebrada, que está tentando ao máximo controlar sua cleptomania e não roubar dinheiro dos cofres públicos, evitando assim escândalos nos jornais”.

Sobre os outros candidatos, a descrição continua: “porém, no seu caminho irão surgir Narina, a conservadora liberal que faz cosplay de E.T de Homens de Preto no tempo livre, e o terrível monstro Falécio das Neves, membro de uma seita macabra conhecida pelo seu mestre ancião Ferdinando Enrico dos Cardos. Demonstre força e determinação para colocar Narina e Falécio nos seus devidos lugares - no chinelo! - e se manter como a diva soberana pelos próximos anos”, finaliza o criador.

Foto: Reprodução

Fonte: Reprodução

Foto: Reprodução

Fonte: Reprodução

Foto: Reprodução
Fonte: Reprodução

Foto: Reprodução
Fonte: Reprodução

Foto: Reprodução
Fonte: Reprodução

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade