Com taxa de confirmação recorde, Enem será aplicado a 7,1 mi de inscritos

O ministro disse que a maior edição da história do Enem, criado há 15 anos, reflete o momento econômico do País, de "pleno emprego"

7 jun 2013
12h08
atualizado às 12h15
  • separator
  • comentários

O Ministério da Educação (MEC) divulgou nesta sexta-feira o total de inscritos que confirmaram participação no Exame Nacional do EnsinoMédio (Enem). São 7,1 milhões candidatos, isto é, 92% dos que haviam manifestado interesse em participar da prova. Trata-se do maior número de exames a serem aplicados. No ano passado, recorde até então, o número de inscritos confirmados havia sido de 5,7 milhões.

Enem ou vestibular: veja como é a seleção nas universidades federais

“É uma grande vitória da educação brasileira essa vontade de estudar mais da população brasileira”, avaliou o ministro da Educação, Aloizio Mercadante. “Quando você abre políticas públicas que abre possibilidade para pessoas a resposta é essa. E o Brasil estudando mais é um passo fundamental para o desenvolvimento”, acrescentou.

Do total de inscritos, 2 milhões foram pagantes. Os demais foram isentos da taxa de inscrição por terem origem em escola pública ou renda familiar igual ou inferior a um salario mínimo e meio. O governo ainda não tem o cálculo de quanto custará a aplicação das provas.

“O Enem se consolidou como exame, tem credibilidade e a consciência do povo brasileiro, de que temos de estudar mais”, avaliou Mercadante. “Atribuo (o aumento no interesse) ao momento econômico e do mercado de trabalho. Estamos muito próximos do pleno emprego”.

O ministro também garantiu que ampliou o rigor com o planejamento do exame a partir do aumento de inscritos para que se evite problemas na aplicação das provas. “No ano passado, houve um crescimento importante (de inscritos) e não tivemos nenhum problema de vazamento”, afirmou. Como “logística adicional”, Mercadante elencou como pontos de atenção a elevação no número de fiscais, chefes de sala, supervisores, entrega de malotes via Correios, polícia, entre outros.

Enem
As provas do Enem 2013 serão aplicadas nos dias 26 e 27 de outubro em todos os Estados e no Distrito Federal. A nota do Enem pode ser usada, por exemplo, para classificação no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que oferece vagas em instituições públicas de educação superior e também para concorrer a vagas em estabelecimentos privados de ensino, por meio do Programa Universidade para Todos (Prouni).

Enem 2013 Datas
Início das inscrições 13 de maio
Fim das inscrições 27 de maio
Pagamento da taxa de R$ 35 até 29 de maio
Primeiro dia de provas 26 de outubro, das 13h às 17h30
Segundo dia de provas 27 de outubro, das 13h às 18h30
Gabaritos Até o dia 30 de outubro

Os estudantes maiores de 18 anos que ainda não obtiveram a certificação do ensino médio podem fazê-lo por meio do Enem. Eles devem pedir, no ato da inscrição, que o resultado do exame seja usado para a certificação. De acordo com o balanço do MEC, 849 mil inscritos solicitaram a certificação.

Infográfico: Ranking Enem

Veja quais são e onde estão as 50 melhores e as 50 piores escolas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade