PUBLICIDADE

E-commerce têm alta preferência dos consumidores, diz estudo

Com números positivos, o setor tende a se manter em crescimento; Especialista em consultoria de vendas online comenta panorama no país

24 fev 2023 - 15h37
Compartilhar
Exibir comentários

Segundo dados do recente levantamento "E-commerce Trends 2023", elaborada pela empresa de software Octadesk e Opinion Box, plataforma especializada em pesquisas de mercado online, o setor de e-commerce no Brasil está em preferência de 61% dos consumidores em relação às lojas físicas, levando em consideração os mais de 2 mil entrevistados. 

Foto: DINO / DINO

O estudo revela que, ao menos uma vez por mês, 30% dos respondentes realizam uma compra on-line, sendo motivados, em sua maioria, pelo preço mais baixo do que nas lojas físicas. Além disso, os consumidores relatam que, analisando sua frequência de compra pela internet, nos últimos 12 meses, houve um aumento de 70%. 

Para Bruno Darolt, premiado entre os melhores Consultores do Brasil pelo Mercado Livre e CEO da BD Consultoria, empresa especializada em consultoria para vendas online, o comércio eletrônico no Brasil já está consolidado, uma vez que o consumidor não retrocede no aspecto de consumo, apenas evolui.

De acordo com o empresário, os números da pesquisa revelam uma necessidade para os comércios: estar cada vez mais atentos a essa tendência do e-commerce. "Os dados são a maior riqueza que temos para prever o futuro, e analisando o panorama em questão, conseguimos notar uma relevância do modelo de negócio cada vez maior por parte dos consumidores", diz. 

O estudo revela que, em relação ao meio por onde as compras on-line são feitas, 71% afirmam que utilizam os marketplaces. Por isso, Darolt acredita que a maneira de expandir ainda mais o e-commerce é através da educação dos vendedores a atuarem dentro dos marketplaces. 

"São mundos diferentes. Por mais que ambos sejam canais de venda on-line, os marketplaces têm um papel essencial para acelerar a expansão do e-commerce, visto o tamanho de capital por trás para investimentos em marketing e estrutura", pontua.

Por fim, a pesquisa reforça que o momento é positivo para o mercado, entretanto, ainda é necessário estar atento à competitividade, utilizando os dados a favor da estratégia de negócio e focando sempre em toda jornada do consumidor, desde a pesquisa por um produto até a finalização da compra.  

Darolt finaliza: "Hoje, vejo como principais desafios e obstáculos a logística para atuar em todo território nacional e a questão tributária do Brasil. Porém, através de estudos aprofundados, é possível montar um plano estratégico eficiente para aproveitar a onda positiva de vendas on-line que se instaurou desde a pandemia". 

Para saber mais, basta acessar: https://bdconsultoria.com/

Website: https://bdconsultoria.com/

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade