0

Por que as empresas fracassam na execução da estratégia?

É frequente vermos as empresas fracassando na execução da estratégia. Mas, por que isso acontece? Veja nesse artigo!

2 nov 2016
11h04
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

É frequente vermos as empresas fracassando na execução da estratégia. Segundo estudo realizado pelo Project Management Institute (PMI) em parceria com a unidade de inteligência da revista The Economist, em 2013, 587 executivos globais seniores foram entrevistados e desses, 88% disseram que é importante entregar resultados baseados no plano estratégico. No entanto, os mesmos executivos reconheceram que nos três anos anteriores à pesquisa, 44% dos planos estratégicos delineados por eles não foram bem-sucedidos. Por que isso acontece? Veja algumas razões ao longo desse artigo!

Processos de gestão fragmentados

As organizações bem-sucedidas na execução da estratégia tem como prática comum o alinhamento de seus processos de gestão. De nada adianta manter os processos fragmentados em suas áreas sem o comprometimento geral. Frequentemente, vemos que as estratégias globais não são comunicadas pela direção corporativa para o restante da empresa e, portanto, as unidades não compreendem como trabalhar juntas para alcançar integração e sinergia. Além disso, sem comunicação, as áreas criam suas estratégias individuais que não são necessariamente congruentes entre si.

Para garantir a unidade da gestão estratégica, é importante criar um Escritório de Gestão Estratégica , que tem como função levar a empresa a alcançar seu objetivo principal. Você já percebeu que quase toda empresa tem um departamento de finanças, marketing, recursos humanos, tecnologia da informação, mas, pouquíssimas possuem uma área para gerir a estratégia? Ainda que todos os colaboradores e gerentes de linha sejam responsáveis por executar o planejamento, é preciso ter uma orientação central, coordenando todos os movimentos.

Uso equivocado do BSC

Muitas empresas vêem o Balanced Scorecard como um projeto a ser conduzido por um time multifuncional e, no final da criação de indicadores de desempenho, o líder do projeto se torna o "guardião dos indicadores", com se fosse o Vice-presidente do Balanced Scorecard na empresa. Ele passa a monitorar os indicadores, gerar relatórios e serve como consultor de BSC na organização. E para a maioria das empresas, o projeto de BSC termina nesse ponto, não passa disso. Cria-se um novo sistema de monitoramento, mas não existe a iniciativa para mudar os processos, implementar melhorias. Dessa maneira, não se utiliza todo o potencial de melhoria contínua do BSC.

A diferença das empresas bem-sucedidas é que elas se preocupam em modificar os processos chave de gestão com o objetivo de executar de fato a estratégia.
Segundo os executivos ouvidos na pesquisa do PMI, a principal barreira para a implementação das estratégias é a falta de habilidades para gerenciamento de mudanças (45%).

A desorganização das informações

Quando a empresa possui muitos indicadores de desempenho para gerenciar e diversas unidades de negócio, acaba tendo dificuldades de monitorar a execução das metas e projetos devido a burocratização e a falta de confiabilidade dos dados. São muitas fontes de informação para serem processadas em diversas planilhas que acabam dificultando o processo. Assim sendo, investir em um software para sistematizar a alimentação dos dados e automatizar a geração de relatórios, permite que a equipe do Escritório de Estratégia possa focar seus esforços em melhorias contínuas, identificação de desvios, proposição de inovações e ajustes no planejamento para orientar a empresa rumo ao sucesso.

A falta de uma equipe dedicada

Para se implementar as mudanças internas necessárias para uma execução eficaz da estratégia é importante ter uma equipe dedicada ao tema na empresa. Isso porque é fundamental ter nomes que se responsabilizam pela adequação dos processos internos, pelo monitoramento dos indicadores e, principalmente, que motivem o restante da empresa a contribuir para o alcance do objetivo global. Essa equipe pode, inclusive, ser responsável por implementar o sistema de gestão e garantir o entendimento de todos, bem como o seu uso de forma eficiente. Ter uma área totalmente dedicada ao tema contribui, e muito, para a realização do plano e alcance dos objetivos estratégicos.

Veja também: "5 motivos para evitar o uso de planilhas na gestão"

Referências Bibliográficas:
KAPLAN, Robert S e NORTON, David P. "Creating the Office of Strategy Management". HAVARD BUSINESS SCHOOL. Abril 2015 Disponível em: http://www.hbs.edu/faculty/Publication%20Files/05-071.pdf

Veja também:

Flagrado com dinheiro na cueca, Chico Rodrigues pede afastamento do Senado por 90 dias
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade