1 evento ao vivo

Endometriose acomete cerca de 6 milhões de mulheres no país

Doença tem se tornado a causa principal da infertilidade entre as mulheres

19 set 2017
19h00
  • separator
  • comentários

A Endometriose é a condição na qual o endométrio, que reveste a parede interna do útero, cresce fora deste local, ou seja, em outras regiões do corpo. Segundo a Associação Brasileira de Endometriose, esta doença afeta de 10% a 15% das mulheres em idade fértil (de 12 a 45 anos) e tem 30% de chance de causar a infertilidade.

Foto: DINO

Apesar de atingir cerca de 6 milhões de mulheres no país, a Endometriose pode ser superada se for tratada. Conforme a mulher tardia a maternidade, o excesso de menstruação ao longo dos anos pode ocasionar aderências, gerar miomas e pólipos que impedem a fertilização.

As causas da endometriose ainda não são exatas, mas a Dra. Adriana de Góes, especialista em reprodução humana assistida, ginecologista e obstetra em São Paulo, conta um pouco sobre as possibilidades de seu surgimento.

"A menstruação retrógrada e o sistema imunológico deficiente são as principais causas estudadas até hoje". - relata a Dra.

A menstruação retrógrada se dá quando o sangue da menstruação, que contém células endometriais, ao invés de sair pela vagina, sai pelas tubas uterinas e pela cavidade pélvica. Ao se fixarem nas paredes dos órgãos da região pélvica, começam a crescer e dão origem aos focos de endometriose.

Deficiências no sistema imunológico tornam o corpo incapaz de reconhecer e destruir as células endometriais, que crescem no lugar errado.

"Podem ocorrer também após alguma cirurgia, como a cesárea, de as células do endométrio se fixarem nas incisões cirúrgicas e também gerar focos de endometriose" - complementa.

O sintoma mais comum é a dor pélvica, quase sempre associada ao ciclo menstrual. "É importante mencionar que a intensidade da dor não está relacionada com a gravidade da doença. Ou seja, mulheres com fortes cólicas menstruais podem apresentar grau mínimo de Endometriose" - relata a Dra.

Outros sintomas são dor profunda na vagina durante relação sexual,sangramento nas fezes, dor para urinar, evacuar e sangramento na urina.

Mas onde está a relação com a infertilidade?

A mudança na anatomia do aparelho reprodutivo é o principal fator que leva à infertilidade na mulher com Endometriose. Assim, o crescimento de endometriomas nos ovários pode também comprometer a adequada produção de óvulos, levando à dificuldade para engravidar.

"Pacientes inférteis devido a Endometriose podem optar pelo tratamento da Fertilização In Vitro, na qual a fertilização é realizada fora do organismo, em laboratório, após coleta dos óvulos e espermatozoides" - acrescenta.

Quando diagnosticada, a Endometriose também pode ser tratada com medicações adequadas para a situação, que tem por objetivo principal minimizar os efeitos da doença e possibilitar a desejada gravidez.




Website: http://www.adrianadegoes.com.br/site
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade