0

Com foco na Indústria 4.0, Aquarius Software adota Intraempreendedorismo

31 jul 2018
12h27
  • separator
  • comentários

Por volta de 1945 o economista Joseph Schumpeter iniciou a popularização do conceito de empreendedorismo. Segundo suas palavras, o empreendedor é alguém versátil, que possui habilidades técnicas para saber produzir e capitalizar, que consegue reunir recursos financeiros, organizar as operações internas e realizar as vendas de sua empresa.

Foto: Divulgação / DINO

Quatro décadas mais tarde, o empresário americano Gifford Pinchot III escreveu o livro Intrapreneuring: Why You Don't Have to Leave the Corporation to Become an Entrepreneur, onde especifica os fatores culturais corporativos e deixa claro quem são os agentes e patrocinadores internos que irão promover o intraempreendedorismo, afirmando que o indivíduo não necessita deixar sua corporação para empreender.

Atuando no concorrido mercado de Automação Industrial e visando às diversas inovações que caracterizam a era da Transformação Digital pela qual passa a indústria, como o IoT (Internet das Coisas Industrial) e o uso de Big Data, a Aquarius Software está justamente lançando mão do intraempreendedorismo para inovar.

Uma das marcas da gestão da empresa, compartilhada por todos os sócios, é o desenvolvimento constante das pessoas e dos novos talentos - "Incentivamos os funcionários a terem uma visão de acionistas, conhecendo os desafios e o potencial de retorno do negócio" - segundo Fernando Costa, Diretor-Presidente da empresa. Um exemplo claro disto é a distribuição de parte dos lucros e a participação dos funcionários em algumas decisões cruciais da vida da empresa.

Para uma empresa tradicional como a Aquarius, com 32 anos de atuação no mercado nacional, inovar é essencial. Nascida na época da reserva do mercado de informática, nos anos 80, a Aquarius começou com desenvolvimento e depois passou para importação e distribuição de software. Ao longo de sua história, teve que se reinventar para sobreviver à chegada de produtos importados, à globalização e à era do download. Sempre buscando sua diferenciação através da competência técnica e do conhecimento do mercado, criou um novo formato para a distribuição, baseado na complementaridade de produtos. Para isso, somou sua especialização na área industrial às tecnologias de diferentes fabricantes e passou a atuar como uma espécie de curadora de softwares industriais, associando produtos que, aliados ao conhecimento do mercado vertical e a serviços especializados, entregam maior valor para seus clientes.

Com base nestes valores, três executivos da Aquarius foram convidados a fazer parte do quadro societário da empresa e foi nomeada uma nova Diretora Administrativo-Financeira, também procedente da equipe existente.

Com a entrada de três novos sócios, além de sanar uma preocupação com a sucessão, a empresa amplia sua competitividade, retendo talentos que são altamente cotados no mercado - "Em uma empresa como a nossa, de serviços, o principal ativo são as pessoas, por isso cultivamos o intraempreendedorismo e valorizamos os talentos" - diz Costa.

Os novos sócios Carlos Paiola, Márcia Campos e Ricardo Caruso são executivos de destaque no mercado e agora, mais do que nunca, sentem-se incentivados a inovar em suas áreas de atuação dentro da empresa. O encorajamento se tornou um ciclo positivo tanto para os sócios como para os funcionários que, por fim, foram convidados a fazer parte do quadro societário. "Eles demonstraram características empreendedoras e estão levando a empresa para um novo patamar" - afirma Mario Simas, diretor responsável pelo desenvolvimento de novos negócios.

Ainda segundo Fernando Costa, Diretor-Presidente da empresa, "Em tempos de negócios disruptivos, o exemplo da Aquarius Software é encorajador para as empresas que temem que a tecnologia possa ameaçar seus mercados. Considerando as pessoas como a chave para a inovação, é possível reciclar processos, produtos e serviços e entregar mais valor ao cliente e à sociedade", conclui.

Conheça mais os executivos da Aquarius à frente da direção

Carlos Paiola, é graduado em Engenharia Elétrica e Mestre em Engenharia de Automação e Controle pela Poli/USP - Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, diretor da Seção São Paulo da ISA (The International Society of Automation). Foi gerente comercial da Aquarius Software e agora como sócio passa a exercer a função de Diretor Comercial, com foco em assessorar os canais e clientes na jornada da quarta revolução industrial.

Márcia Campos é graduada em Ciência da Computação pela UNICAMP - Universidade Estadual de Campinas - com MBA em Gestão Empresarial pela FGV, com mais de 30 anos de experiência na área técnica e comercial em automação industrial e é autora de diversos artigos especializados. Na Aquarius Software atuou no atendimento a clientes do segmento de Óleo e Gás e é Diretora Executiva da empresa e agora integra o quadro societário, com a visão 360º de toda a Operação.

Ricardo Caruso, é mestre em gestão de operações pela FEA/USP - e engenheiro de automação e controle pela Poli/USP. Trabalha com sistemas de otimização e gestão industrial há 12 anos em aplicações de diversos segmentos industriais. É autor de artigos sobre gestão de operações, inteligência artificial e manufatura avançada. Foi gerente da área técnica da Aquarius Software e assume a Diretoria Técnica.

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade