0

Pandemia "pode ter sido fabricada", afirma Bolsonaro

Presidente não apresentou qualquer evidência para a grave acusação

27 jan 2021
17h54
atualizado às 17h57
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Em meio a um recrudescimento dos casos e mortes por covid-19 no país, que já vitimou mais de 218 mil pessoas, o presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira que a pandemia do novo coronavírus "pode ser fabricada" e ainda desdenhou dos pedidos de abertura de impeachment de que é alvo na Câmara dos Deputados.

Presidente Jair Bolsonaro fala com jornalistas após reunião no Ministério da Economia
27/01/2021
REUTERS/Ueslei Marcelino
Presidente Jair Bolsonaro fala com jornalistas após reunião no Ministério da Economia 27/01/2021 REUTERS/Ueslei Marcelino
Foto: Reuters

"Quis o destino que uma pandemia, que pode ser fabricada, nos atingiu no início do ano passado", disse em um trecho.

"Nós continuaremos nessa cadeira até o final de 2022, tenham certeza disso. Não adianta falar que tem 40 processos de impeachment, Roberto Jefferson (presidente do PTB, presente ao encontro), porque se juntar todos, não dá nada. Absolutamente nada. Propostos por partidos de esquerda como o PT, PCdoB e PSOL ou até mesmo a OAB não levam a lugar nenhum a não ser para causar transtorno e tentação na sociedade", complementou.

As declarações de Bolsonaro --gravadas em vídeo e que circulam nas redes sociais-- foram dadas em um almoço organizado por um grupo de cantores sertanejos. O evento foi fechado para a imprensa.

Veja também:

'A melhor vacina é a disponível': Por que não se pode comparar os imunizantes contra covid-19
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade