Itália quer vacinar 21,5 milhões até o fim de maio

Ministro diz que país tem 'capacidade de acelerar' imunização

6 jan 2021
11h29 atualizado às 11h44
0comentários
11h29 atualizado às 11h44
Publicidade

O comissário extraordinário para a Emergência de covid-19, Domenico Arcuri, afirmou em reunião com os governadores regionais da Itália nesta quarta-feira (06) que o país pretende vacinar 21,5 milhões de pessoas até o fim de maio.

Vacinação na Itália já imunizou quase 120 mil pessoas desde 27 de dezembro
Vacinação na Itália já imunizou quase 120 mil pessoas desde 27 de dezembro
Foto: ANSA / Ansa

Segundo o programa apresentado por Arcuri, o plano é vacinar 5,9 milhões de pessoas até o fim de março; 13,7 milhões até o fim de abril e 21,5 milhões até o fim de maio, podendo completar a vacinação dos grupos prioritários até o fim de agosto.

Além disso, segundo fontes, o comissário afirmou que mais 1,5 mil operadores sanitários, entre médicos e enfermeiros, começarão a atuar na campanha de vacinação a partir de 20 de janeiro - somando-se aos 3,8 mil que já atuam nos centros de imunização.

Durante o encontro, o ministro da Saúde, Roberto Speranza, pontuou que a "aceleração da campanha vacinal está em curso" e que a maioria das regiões e províncias italianas "atingiu percentuais relevantes" de cobertura.

"Somos os segundos em número de vacinados na Europa, atrás apenas da Alemanha, e temos todas as capacidades para acelerar.

O plano será incrementado assim que a EMA [Agência Europeia de Medicamentos] liberar outras vacinas. Foram feitos esforços extraordinários por parte de todas as regiões para fazer a máquina andar, o que quer dizer 70 mil vacinas ao dia em nível nacional até que não tenhamos outras vacinas autorizadas", ressaltou Speranza.

O número de 70 mil por dia foi atingido nesta terça-feira (05), segundo informações divulgadas pela Agência Italiana de Medicamentos (Aifa), e deve ser mantido pelos próximos dias. Até o momento, a imunização vem sendo feita com a BNT 162b, desenvolvida pela Pfizer e pela BioNTech.

Nesta quarta-feira, a EMA autorizou o uso emergencial da segunda vacina, dessa vez a criada pela Moderna e a Aifa deve fazer a liberação da aplicação no país nesta quinta-feira (07).

 - Vacinados até o momento: Até às 15h (11h no horário de Brasília), a Itália já imunizou 260.948 pessoas contra a covid-19 em todo o território nacional.

A grande maioria (224.200) são profissionais da área da saúde e 22.423 são os demais grupos prioritários. Há ainda 14.325 idosos residentes em asilos e casas de assistência médica que foram imunizados.

São quase 480 mil doses recebidas da Pfizer e enviadas aos 293 centros de vacinação até o momento. A província autônoma de Trento é a que mais imunizou proporcionalmente às doses recebidas (86,7% das 4.975 doses locais), seguida por Lazio (78,1% das 45.805), Toscana (75,1% das 27.920) e Vêneto (73,8% das 38.900).   

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade