PUBLICIDADE

Coronavírus

Bolsonaro participa, sem máscara, de motociata em SC

Presidente partiu de Chapecó e foi até Xanxerê, no oeste do Estado; por meio de transmissões em redes sociais, foi possível ver aglomeração

26 jun 2021 - 11h31
(atualizado às 11h45)
Compartilhar
Exibir comentários

Na manhã deste sábado, 26, o presidente Jair Bolsonaro participa de uma nova manifestação com motociclistas a favor de seu governo. Dessa vez, o comboio partiu de Chapecó e foi até Xanxerê, municípios no oeste de Santa Catarina. Parte da motociata foi transmitida ao vivo por meio de suas redes sociais. Nas gravações, é possível ver o presidente seguido por uma fileira de motos, enquanto cumprimentava apoiadores nas ruas. Ele não usa máscara de proteção contra o novo coronavírus.

O presidente Jair Bolsonaro, monta em cavalo durante Motociata com apoiadores na cidade de Chapecó, SC, neste sábado, 26
O presidente Jair Bolsonaro, monta em cavalo durante Motociata com apoiadores na cidade de Chapecó, SC, neste sábado, 26
Foto: Tarla Wolski / Futura Press

O presidente está na cidade catarinense desde ontem, quando visitou a Arena Condá e as instalações da Chapecoense; depois, também se encontrou com empresários da região. Em discurso, mencionou a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de garantir que governadores não sejam inquiridos pela CPI da Covid e disse ser "inacreditável" o que acontece na Corte; apoiadores, então, pediram o fechamento do Supremo.

Bolsonaro está acompanhado de seu filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que também transmitiu parte do passeio pelas redes sociais. O prefeito de Chapecó, João Rodrigues (PSD), anda na garupa do presidente, também sem máscara.

Em Xanxerê, o presidente parou para cumprimentar um grande grupo de apoiadores. Na gravação, é possível ver que não cumpriam o distanciamento social e poucos usavam máscara.

Nos últimos meses, apoiadores do presidente têm organizado os passeios de motocicleta em apoio ao chefe do Executivo. Bolsonaro já participou de motociatas em Brasília, no Rio e em São Paulo. Neste último, realizado no dia 12 de junho, o presidente foi multado em R$ 552,71 pelo governo do Estado por não usar máscara durante o percurso.

Também segundo o governo de São Paulo, o evento custou R$ 1,2 milhão aos cofres públicos do Estado, devido ao esquema de segurança montado para o dia.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade