3 eventos ao vivo

Veja: diferença entre produto ecológico, verde e sustentável

2 fev 2012
10h08
atualizado em 3/2/2012 às 17h35
  • separator
Sabrina Bevilacqua
Direto de São Paulo

Mesmo com intenções ambientalmente responsáveis, o consumidor precisa ter cuidado para não ser vítima do chamado "greenwashing", quando as empresas usam ideias ecologicamente responsáveis para promover serviços que não batem com a imagem que vendem. O primeiro passo para não cair na propaganda enganosa é saber a diferença entre produtos considerados ecológicos, verdes e sustentáveis. Para esclarecer a questão, o Sustentabilidade conversou com o fundador e presidente do Grupo SustentaX, Newton Figueiredo.


Um produto ecológico é o que tem em sua concepção a preocupação em manter a biodiversidade. Isto é, são produtos que possuem na cadeia produtiva o princípio de não gerar grandes alterações no equilíbrio do ecossistema. "Se estivermos falando de tintas, por exemplo, apenas os índios produzem de maneira sustentável. Afinal, eles utilizam os recursos naturais sem desequilibrar a fauna e flora da região", explica Figueiredo.


Já as etiquetas verdes, dizem respeito ao cuidado da empresa com a redução de impactos como um todo. Não só com as consequências para o ecossistema. Também se preocupa, por exemplo, em fazer investimentos em eficiência energética e reduzir o desperdício de água durante o processo de produção. Além disso, existe uma preocupação com a saúde dos usuários. A intenção é de que o produto não cause danos aos seus consumidores.


No caso de produtos sustentáveis, a preocupação diz respeito a algo que, além de cumprir os requisitos "verdes", também prese a qualidade. Há investimentos em questões como durabilidade e resistência. "Quando a empresa se compromete com a sustentabilidade ela pensa em todo o ciclo de suas atividades", explica Figueiredo. Inclusive em sua forma de gestão, respeitando também a legislação social, ambiental e trabalhista.


Veja também:

Investidores internacionais pedem resultados contra desmatamento
Fonte: DiárioNet DiárioNet
publicidade