0

Trânsito

São Paulo tem rodovias congestionadas no retorno do feriado

Nilton Cardin/Futura Press
15 out 2017
18h11
  • separator
  • comentários

As estradas paulistas têm tráfego intenso no retorno do feriado prolongado de 12 de outubro. Os piores trechos estão nas rodovias que ligam São Paulo ao litoral. O último boletim da concessionária Ecovias, divulgado às 16h15, informa que na Baixada Santista o engarrafamento na Rodovia dos Imigrantes vai do km 70 ao 58. O trecho de serra da Via Anchieta também se encontra com tráfego intenso.

Na rodovia Cônego Domênico Rangoni, o tráfego está congestionado no sentido São Paulo, do km 248 ao 260. Na rodovia Padre Manoel da Nóbrega, no acesso à rodovia dos Imigrantes, o congestionamento vai do km 268 ao km 274, e do km 292 ao km 280, também no sentido São Paulo.

Caminhões que deixam a Baixada Santista em direção a São Paulo devem utilizar apenas a Rodovia Anchieta para continuar viagem no trecho de serra. A Ecovias alerta para os riscos do tempo encoberto e da neblina no topo da serra, que deixam a estrada com visibilidade parcial.

Por volta das 16h40, a concessionária CCR Autoban informava que a Rodovia dos Bandeirantes, que liga o interior paulista à capital, tinha tráfego congestionado nas proximidades de Jundiaí. Estão engarrafados por excesso de veículos o trecho do km 67 ao 58. O trânsito de caminhões está proibido do km 48 ao 23 no sentido São Paulo. A alternativa é a Rodovia Anhanguera, administrada pela mesma concessionária. A Anhanguera tem tráfego lento também próximo a Jundiaí, do km 63 ao 60.

A Via Dutra, que liga São Paulo ao Rio de Janeiro, tinha dois quilômetros de engarrafamento entre o km 208 e 210, em Guarulhos, no sentido capital paulista, por volta das 16h40. Quem retorna a São Paulo também encontra trechos engarrafados em Jacareí (km 163 a 164), Pindamonhangaba (km 98 a 100) e São José dos Campos (km 158 a 161). Taubaté tem fila mais longas de carros, com 11 quilômetros de engarrafamento, entre o km 103 e 114. As informações são da concessionária Nova Dutra.

Agência Brasil Agência Brasil

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade