2 eventos ao vivo

Líderes do Centrão tratam Josué Gomes como vice de chapa

Apesar de indicação, empresário diz que vai 'se inteirar dos encaminhamentos para tomar uma decisão'

21 jul 2018
05h11
atualizado às 10h57
  • separator
  • comentários

Filiado ao PR, o empresário Josué Gomes foi exaltado nesta sexta-feira, 20, pelo ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) e líderes do Centrão, que o trataram como virtual candidato a vice do tucano na disputa presidencial nas eleições 2018. Apesar do consenso, o PT não desistiu da aproximação com Josué e vai trabalhar para que ele não aceite compor chapa com Alckmin. Em nota à imprensa, o empresário, que está no exterior, agradeceu à indicação do Centrão e citou seu pai, o ex-vice-presidente José Alencar, que morreu em 2011.

"Tomei conhecimento da decisão do Partido da República, ao qual sou filiado, de, juntamente com DEM, PP, PRB e Solidariedade, de apoiar a candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB) à Presidência da República, sugerindo o meu nome como possível vice da chapa. Relembro o meu saudoso pai, que dizia que o importante na chapa é quem a encabeça." E acrescentou: "Vice não manda nada e deve evitar atrapalhar".

O empresário Josué Gomes da Silva, filho do ex-vice-presidente José Alencar
O empresário Josué Gomes da Silva, filho do ex-vice-presidente José Alencar
Foto: Felipe Rau / Estadão Conteúdo

Foi a movimentação política do empresário mineiro que fez refluir as articulações do PR com o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) por uma aliança com o partido para a disputa ao Palácio do Planalto. Em encontro com o ex-deputado Valdemar Costa Neto, que comanda o PR, e deputados do partido, o empresário se colocou "à disposição" da legenda.

Na reta final da negociação entre Alckmin e o Centrão, a escolha de Josué foi "natural". O consenso ficou claro nesta sexta-feira durante um ato político na capital paulista que lançou o deputado Rodrigo Garcia (DEM-SP) como candidato a vice do ex-prefeito João Doria (PSDB) na disputa pelo governo de São Paulo. Presidente nacional do PSD, o ministro das Comunicações, Gilberto Kassab, disse que seu partido não reivindica a vaga de vice-presidente. "Josué é um excelente nome", afirmou.

Questionado por jornalistas sobre a possibilidade de ter o empresário em sua chapa, Alckmin foi cauteloso, mas não poupou elogios a ele. "Cada coisa a seu tempo. É natural que o conjunto de partidos indique o nome. Sou admirador do Josué desde os tempo de José Alencar", disse. "Josué é um homem sério, qualificado e tem todas as condições de ser vice", completou o ex-ministro da Educação Mendonça Filho (DEM-PE).

PT ainda cogita em ter Josué Gomes em chapa do partido

O PT, que também cogita Josué como vice, deu sinais nesta sexta-feira de que não pretende desistir da proposta. Nesta segunda-feira, 23, o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), deve se encontrar com o empresário para oferecer a vaga de vice na disputa pela reeleição no governo mineiro.

Já a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, disse que ouviu do próprio Josué a promessa de que não aceitaria ser vice de outro candidato que não fosse o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "A última vez que conversamos com o Josué ele disse para mim que seria vice de só uma pessoa, Luiz Inácio Lula da Silva", afirmou a senadora. / COLABOROU LUIZ RAATZ

Veja também

 

Estadão
  • separator
  • comentários
publicidade