PUBLICIDADE

Política

Carla Zambelli se afasta temporariamente da Câmara 'por questões de saúde'

Deputada federal anunciou afastamento pelas redes sociais nesta quinta-feira; ela precisou ser hospitalizada em duas ocasiões no ano passado

8 mar 2024 - 12h48
(atualizado às 13h40)
Compartilhar
Exibir comentários
Carla Zambelli
Carla Zambelli
Foto: Reprodução/Instagram

A deputada federal Carla Zambelli (PL-SP) anunciou nesta quinta-feira, 7, que se afastou temporariamente das atividades parlamentares por "questões de saúde". Em uma publicação nas redes sociais, a parlamentar não informou o motivo do afastamento. "Agradecemos o respeito à privacidade da deputada neste momento", diz o texto.

No ano passado, a deputada precisou ser hospitalizada em duas ocasiões. Em maio, Zambelli ficou afastada do trabalho na Câmara por 30 dias em decorrência de uma "agudização do quadro de fibromialgia, relacionada a Burnout", doenças que exigem tratamento ambulatorial e afastamento das funções. A parlamentar se recuperava de uma infecção por covid-19.

Meses depois, em agosto, a deputada voltou a ser internada para tratar uma crise de diverticulite - uma inflamação no intestino. "O Hospital DF Star informa que a deputada federal Carla Zambelli foi admitida neste hospital no dia 15 de agosto com quadro de diverticulite aguda. No momento encontra-se internada para tratamento clínico e antibioticoterapia endovenosa, sem previsão de alta hospitalar", informou o hospital à época.

De acordo com as normas da Câmara, o deputado pode solicitar o afastamento das funções parlamentares por dois motivos: saúde e interesses particulares. O requerimento deve ser feito por escrito e encaminhado ao presidente da Casa. Após o recebimento, o pedido será lido na sessão seguinte ao recebimento.

"Ao deputado que, por motivo de doença comprovada, se encontre impossibilitado de atender aos deveres decorrentes do exercício do mandato, será concedida licença para tratamento de saúde", diz o artigo 236 do regimento interno da Câmara dos Deputados. Um suplente só poderá ser convocado para assumir o posto de Zambelli caso o afastamento ultrapasse 120 dias.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade