PUBLICIDADE

Política

Bolsonaro grava áudio para explicar fala de Valdemar sobre apoio do PL a Dino em indicação ao STF

Presidente do PL fez aceno a uma eventual indicação do ministro da Justiça ao Supremo; declaração provocou repercussão negativa no partido

4 out 2023 - 11h13
(atualizado às 13h26)
Compartilhar
Exibir comentários

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) gravou um áudio para explicar aos apoiadores a declaração do presidente da sigla, Valdemar Costa Neto, sobre o PL apoiar uma eventual indicação do ministro da Justiça, Flávio Dino, ao Supremo Tribunal Federal (STF). A escolha do nome para a cadeira na Corte será feita pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A gravação do ex-chefe do Executivo foi divulgada após repercussão negativa da fala do dirigente no partido. A informação é da coluna Lauro Jardim, do jornal O Globo.  

"A indicação é do presidente da República, mas a aprovação é outra história. E, segundo ele, foram além do que ele respondeu e falaram que o PL votaria favorável. Dos senadores que eu obtive resposta, de jeito algum votariam em Flávio Dino numa possível sabatina no Senado. Não só pelo passado lá de trás, fazendo aqui um pleonasmo, mas também como o presente no Ministério da Justiça, pelo que ele mais faz que é perseguir opositores políticos e sabotar as investigações do 8 de janeiro", afirma Bolsonaro no áudio.

Bolsonaro grava áudio para ‘explicar’ fala de Valdemar sobre apoio do PL a Flávio Dino no STF
Bolsonaro grava áudio para ‘explicar’ fala de Valdemar sobre apoio do PL a Flávio Dino no STF
Foto: Wilton Junior/Estadão / Estadão

Na semana passada, Valdemar Costa Neto afirmou que o PL não deveria votar contra uma possível indicação de Dino ao STF. "Se for um cidadão preparado, que é o caso, devemos votar a favor", afirmou em entrevista à CNN Brasil.

Para conquistar a cadeira na Suprema Corte, o candidato deve ser indicado pelo presidente da República. Em seguida, é submetido a uma sabatina na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. Os integrantes do colegiado aprovam um parecer, que, depois, é submetido ao plenário da Casa.

A declaração de Valdemar foi rebatida por parlamentares do PL. O filho "01" do ex-presidente, o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ), afirmou que Dino não teria seu apoio caso fosse indicado para a Corte. "Minha posição pessoal é que jamais votaria a favor de uma pessoa arrogante, prepotente, que defende aborto, não combate o tráfico de drogas e armas, debocha do Senado e usa 'sua' polícia para perseguir políticos até do governo que integra, quem dirá opositores. Não passaria!", publicou Flávio em uma rede social.

Dino é um dos cotados para ocupar a vaga deixada na Corte pela ministra Rosa Weber. Na lista de Lula, também estão entre os possíveis indicados o presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), Bruno Dantas, e o advogado-geral da União, Jorge Messias. O petista deve escolher o nome até o final de outubro.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade