0

Boletim médico indica boa evolução na saúde de Bolsonaro

Documento divulgado pelo hospital Albert Einstein na tarde de domingo informa que presidente apresentou 'melhora significativa'

10 fev 2019
17h09
atualizado às 18h28
  • separator
  • comentários

O boletim médico divulgado na tarde deste domingo, 10, indica que a saúde do presidente Jair Bolsonaro continua em boa evolução. O documento informa que ele não teve febres e que o quadro pulmonar apresentou "melhoras significativas". Bolsonaro segue sendo tratado com antibióticos por conta da pneumonia constatada na última semana.

Além disso, ele realiza exercícios respiratórios e de fortalecimento muscular. O boletim afirma que o presidente continua com a dieta cremosa associada com suplementos.

Neste domingo, ele fez nova caminhada pelos corredores do hospital e tem seguido arecomendação de aumentar a duração do trajeto. Desde sábado, tem realizado cinco voltas nos corredores, em passo mais firme e rápido.

Bolsonaro se alimenta no Hospital Albert Einstein
Bolsonaro se alimenta no Hospital Albert Einstein
Foto: Instagram / Reprodução

Vídeo

Mais cedo neste domingo, Bolsonaro publicou um vídeo pedindo para que a Polícia Federal acelere as investigações sobre a facada de que foi vítima ainda durante a campanha. Ele classificou o ocorrido como "ato terrorista" e pediu à polícia que "tenha uma solução para o caso nas próximas semanas", de forma a indicar quem foram os "responsáveis por determinar" que Adélio Bispo, autor da facada, cometesse o ato.

Confira a íntegra do documento:

O excelentíssimo Presidente da República, Jair Bolsonaro, permanece internado na Unidade Semi-Intensiva do Hospital Israelita Albert Einstein.

Mantém boa evolução clínica e está afebril, o quadro pulmonar apresenta melhora significativa e prossegue com os mesmos antibióticos. Iniciou-se hoje a redução gradativa da nutrição parenteral e mantém a dieta cremosa associada ao suplemento nutricional especializado por via oral. Segue realizando exercícios respiratórios e de fortalecimento muscular, alternados a períodos de caminhada.

Por ordem médica, as visitas permanecem restritas.

Veja também:

Estadão

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade