PUBLICIDADE

Policial militar agride mulher com um tapa no rosto na Bahia

Imagens que circulam nas redes sociais registram o momento em que o PM, segurando o que parece ser uma submetralhadora, agride a vítima

24 jan 2022 17h03
ver comentários
Publicidade
Policial militar agride mulher com um tapa no rosto na Bahia.
Policial militar agride mulher com um tapa no rosto na Bahia.
Foto: Redes sociais / Reprodução

Um policial miltiar agrediu uma mulher com um tapa no rosto durante uma ocorrência por causa de som alto em Porto Seguro, Extremo-Sul da Bahia. Imagens que circulam nas redes sociais registram o momento exato em que o agente público, segurando o que parece ser uma submetralhadora, se aproxima da vítima da agressão. 

"Agora vem aqui, atira. Vai na fé", diz a mulher ao policial, que inicialmente aponta o dedo para o seu rosto e, em seguida, lhe dá o tapa.

Outras mulheres se colocam entre o policial e a vítima, questionando a ação do agente de segurança. Uma delas acaba detida e, com resistência, é colocada na parte de trás da viatura, em compartimento destinado à condução de presos. 

O que diz a PM

Em nota, a assessoria de comunicação da PM da Bahia informou que ação exposta pelos vídeos ocorreu por volta das 21h40 do último sábado (22), quando policiais do 8º Batalhão foram chamados para atender a uma solicitação de perturbação do sossego público. Segundo denúncia de um vizinho, as mulheres envolvidas estavam com o som alto em casa, no bairro Vila Valdete.

Ainda segundo a PM, a guarnição teria sido desacatada por duas mulheres. A corporação afirmou que houve tentativa de agressão por parte das vizinhas e por isso duas viaturas foram chamadas para apoio. 

"Nenhum tipo de juízo imediato será emitido sem que os personagens arrolados sejam ouvidos e todas circunstâncias sejam esclarecidas", disse a PM. 

A assessoria de comunicação afirmou ainda em nota que a Polícia Militar da Bahia não compactua com condutas violentas e arbitrárias praticadas por seus integrantes. E acrescentou:

"Tais fatos, quando ocorrem, são tomados por ações individuais e estão em total desacordo com os valores da corporação".

Crimes cometidos

Questionada, a PM não informou quais as sanções administrativas cabíveis para o policial filmado durante a agressão. Por outro lado, uma das mulheres envolvidas na ocorrência foi conduzida à delegacia por desacato. A outra se trancou em casa e não pôde ser apresentada, segundo a PM.

Fonte: Redação Terra
Publicidade
Publicidade