PUBLICIDADE

Polícia

Forças de segurança do RS registram ao menos 130 prisões por crimes relacionados às cheias

Desse total, 48 foram por crimes patrimoniais, como roubos contra pessoas afetadas pelas chuvas; outras 49 pessoas foram presas em abrigos

19 mai 2024 - 15h33
(atualizado às 22h28)
Compartilhar
Exibir comentários
Alagamentos em Porto Alegre (RS) nesta segunda-feira, 13
Alagamentos em Porto Alegre (RS) nesta segunda-feira, 13
Foto: MARCELO OLIVEIRA/THENEWS2/ESTADÃO CONTEÚDO

As forças de segurança do Rio Grande do Sul registraram ao menos 130 prisões em maio, em meio às enchentes que atingem o Estado. Desse total, 48 foram por crimes patrimoniais, como roubos e furtos de pessoas afetadas pelos temporais. Outras 49 pessoas foram detidas em abrigos. Não há detalhes sobre as demais prisões. As informações são da RBS TV.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública (SSP), as 130 prisões foram realizadas entre 2 e 18 de maio. As ações foram conduzidas pelas equipes da Brigada Militar e da Polícia Civil. 

Para reforçar a segurança no Estado, a Brigada Militar, que conta com um efetivo de 17,8 mil policiais, suspendeu as férias e reduziu os intervalos de escala. Com o apoio de 700 soldados de outros Estados, a polícia gaúcha consegue mobilizar entre 6,5 mil e 7 mil PMs por dia. Além disso, a Brigada Militar está utilizando 70 barcos para patrulhar as ruas alagadas das cidades do Rio Grande do Sul.

O Terra entrou em contato com a Secretaria da Segurança Pública para obter mais detalhes sobre as prisões e aguarda retorno.

Crimes em abrigos

O governo do Estado anunciou um reforço na segurança dos abrigos, que atualmente atendem 77 mil pessoas. Desde o início das enchentes, houve registros de crimes, inclusive sexuais, dentro dos locais que recebiam os desabrigados. 

Saiba como doar qualquer valor para o Pix oficial do Rio Grande do Sul

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade