PUBLICIDADE

Pacientes denunciam larvas em comida e ratos em UPA de BH

Prefeitura informou que a Vigilância Sanitária e empresa responsável pela produção dos alimentos foram notificadas

27 fev 2024 - 11h25
(atualizado às 12h54)
Compartilhar
Exibir comentários
Paciente denuncia larvas na comida de UPA de Belo Horizonte:

Os pacientes da UPA Pampulha, em Belo Horizonte, Minas Gerais, fizeram denúncias sobre a presença de larvas na comida servida pela unidade de saúde, além de relatos da presença de ratos nos corredores. As imagens foram registradas no último domingo, 25. As informações são da Band. 

Uma das denúncias partiu da corretora de imóveis Marília Ramos da Silva, de 43 anos, que levou sua mãe, de 85 anos, à UPA Pampulha no domingo 25 devido a suspeita de dengue e infecção urinária. Durante o jantar, ao receber a marmita dos atendentes, notou algo estranho. Ao mexer na comida, percebeu a presença de larvas no prato.

“Encontrei no feijão, as larvas não estavam vivas. Peguei a marmita, levei até a recepção e mostrei para o pessoal. Eles deram toda assistência naquele momento e explicaram que a (produção) de marmita é terceirizada, não é feita lá na Upa da Pampulha, e que medidas seriam tomadas”, relata Marília.

Foto: Reprodução: Redes Sociais

A corretora também relatou a presença de larvas em mais duas marmitas de pessoas próximas. Uma paciente teria vomitado após encontrar larvas em um pedaço de mandioca que estava consumindo.

“Fui à recepção e, nesse meio tempo, chegou uma paciente falando a mesma coisa e questionando, porque estava passando mal. Ela tinha comido a marmita e encontrou larva. Tanto que uma (larva) ela jogou no vaso e o resto da marmita ela jogou no lixo. Falaram, inclusive, que a Vigilância Sanitária esteve no local", completou. 

Na sequência, Marília contou que acionou a Polícia Militar e registrou um boletim de ocorrência. "Liguei para o 190 para fazer o Boletim de Ocorrência. Eles vieram e também abri uma reclamação na Prefeitura de Belo Horizonte", concluiu.

Em comunicado oficial, a prefeitura informou que a Vigilância Sanitária já foi acionada, a empresa responsável pela produção e distribuição dos alimentos foi notificada sobre o caso, sendo solicitada uma vistoria imediata para esta segunda-feira, 26. Em relação aos ratos, o Executivo municipal comunicou que não é de sua responsabilidade combater as pragas, por meio de medidas como desratização e aplicação de venenos.

“Empresa especializada realiza a aplicação de veneno contra ratos e diversas pragas. Para garantir que não apareçam roedores na unidade, a Zoonoses também realiza ações de conscientização nos estabelecimentos do entorno, repassando dicas sobre o correto acondicionamento de lixo”, disse em nota.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade