0

'Ninguém vai me dar pito', diz Bolsonaro antes do G20

Presidente disse que está preparado para discutir meio ambiente

27 jun 2019
19h41
atualizado às 19h50
  • separator
  • 0
  • comentários

Em Osaka, no Japão, para a cúpula do G20, o presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (27) que não aceitará "pitos" de outros líderes mundiais por conta das políticas ambientais de seu governo.

Bolsonaro está em Osaka, Japão, para cúpula do G20
Bolsonaro está em Osaka, Japão, para cúpula do G20
Foto: EPA / Ansa - Brasil

A declaração chega após Bolsonaro ter sido criticado publicamente pela chanceler da Alemanha, Angela Merkel, e pelo presidente da França, Emmanuel Macron.

"Ninguém vai dar pito no presidente Jair Bolsonaro. Eu represento o Brasil e ponto final. Quem quiser discutir comigo a questão ambiental, estou preparado para discutir", declarou o mandatário, em transmissão ao vivo no Facebook.

Na última quarta-feira (26), Merkel havia dito ao Parlamento alemão que vê a situação do Brasil com "grande preocupação" e que pretende ter uma "conversa direta" com Bolsonaro sobre meio ambiente durante o G20.

Já Macron declarou nesta quinta que a União Europeia não assinará um acordo comercial com o Mercosul - negociado há mais de 20 anos - se o Brasil sair do Acordo de Paris sobre o clima. "Espero que hoje não tenhamos problemas aqui quando vierem tratar de meio ambiente e preservação ambiental", alertou Bolsonaro.

O presidente deve se reunir com Macron durante o G20, assim como com o mandatário dos EUA, Donald Trump, e com representantes do Banco Mundial e da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade