PUBLICIDADE

Quem é Michel Nisenbaum, brasileiro desaparecido e mantido refém pelo Hamas?

As forças israelenses informaram que conseguiram encontrar o carro de Michel incinerado, duas semanas atrás; já seu notebook foi localizado em Gaza

30 nov 2023 - 12h52
(atualizado às 13h04)
Compartilhar
Exibir comentários

O brasileiro-israelense Michel Nisenbaum vive há mais de 45 anos em Israel. Aos 59 anos, tem duas filhas e quatro netos. Supõe-se que ele seja o único brasileiro que ainda é mantido como refém pelo grupo Hamas.

Michel Nisenbaum está desaparecido em Israel desde o ataque do Hamas
Michel Nisenbaum está desaparecido em Israel desde o ataque do Hamas
Foto: Reprodução / Perfil Brasil

Michel trabalha com computação e tinha começado recentemente a atuar como guia turístico, mas desapareceu na manhã do dia 7 de outubro, quando saiu para buscar a neta de quatro anos em uma base militar na cidade de Re'im, sul do país, onde ela estava com seu filho, um soldado do Exército israelense.

Nesta quinta-feira (30), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva conversou com o emir do Catar, Hamad bin Khalifa Al Thani, sobre sua possível libertação, que poderia acontecer "nos próximos dias".

Mary Shohat, irmã de Michel, contou ao GLOBO na semana passada detalhes sobre o desaparecimento do irmão. Sua sobrinha, filha de Michel, conversou com o pai pela última vez por volta das 7h de 7 de outubro, quando combatentes do Hamas começaram a incursão terrestre e aérea contra Israel que causou a morte de 1.200 pessoas.

A ligação seguinte foi atendida por outra pessoa. "Estavam gritando coisas em árabe. No fim, gritaram 'Hamas, Hamas'. Depois desligaram o telefone e, desde então, não soubemos de mais nada. Começamos a pensar que ele tinha virado refém ou foi morto. Não tem outra possibilidade", relatou a irmã.

Pouco mais de duas semanas depois, em 23 de outubro, a Interpol informou ao Itamaraty o desaparecimento do brasileiro. No dia seguinte, em um comunicado para a imprensa, o Ministério das Relações Exteriores afirmou que a pasta, por meio da Embaixada do Brasil em Tel Aviv, seguia "em contato com as autoridades locais a respeito de brasileiro desaparecido desde 7/10".

Além do notebook que foi localizado em Gaza, as forças israelenses conseguiram encontrar o carro de Michel incinerado, há cerca de duas semanas. No contato mais recente com a família, representantes do governo comunicaram que encontraram também o celular dele, que seria periciado.

Perfil Brasil
Compartilhar
Publicidade
Publicidade