PUBLICIDADE

Cidades

Homem é retirado de dentro de viatura da PM e agredido por grupo na frente de policiais; veja

Caso ocorreu no Centro de São Paulo e vítima foi levada ao hospital da região

29 nov 2023 - 15h12
(atualizado às 16h55)
Compartilhar
Exibir comentários
Homem é agredido por engano após ser confundido com ladrão:

Um homem que buscou refúgio dentro de uma viatura da Polícia Militar foi retirado do veículo por um grupo de pessoas, sofrendo agressões diante dos próprios policiais. O caso ocorreu no cruzamento das ruas Comendador Afonso Kherlakian e Barão de Duprat, no centro de São Paulo, na tarde de segunda-feira, 27. 

Ao Terra, a Polícia Militar informou que, por volta das 13h, policiais militares que realizavam a Atividade Delegada foram acionados pela vítima. De acordo com as informações apuradas, o homem foi agredido por populares depois de um desentendimento em uma assistência técnica.

Segundo o jornal Folha de São Paulo, a PM relatou que o homem em questão havia deixado um telefone em uma assistência técnica num shopping da região. Ao retornar, ele não conseguia localizar o estabelecimento, originando uma discussão acalorada. A situação se intensificou com a chegada de mais pessoas à cena.

Homem é retirado de dentro de viatura da PM e agredido por grupo na frente de policiais
Homem é retirado de dentro de viatura da PM e agredido por grupo na frente de policiais
Foto: Reprodução

Em determinado momento, alguém acusou o homem de ter furtado um celular, desencadeando uma série de agressões físicas por parte da multidão, que desferiu socos e chutes contra ele, que não pararam mesmo com o suspeito com parte do corpo dentro da viatura.

Posteriormente, foi arrancado do veículo e espancado na rua, enquanto um policial militar observava a cena sem intervir. A Polícia Militar informou que, ao revistar a vítima, foram encontrados dois telefones celulares, mas nenhum deles apresentava sinais de roubo. O homem também sabia as senhas para desbloquear os aparelhos, e nenhum boletim de ocorrência de furto foi registrado.

Em nota enviada ao Terra, a PM afirma que os agentes interviram após pedido de ajuda da vítima e que o homem preferiu não registrar o boletim de ocorrência na Polícia Civil. Ele foi levado ao hospital da região, onde permaneceu internado para cuidados médicos.

A Ouvidoria da Polícia relata que abriu procedimento após o ocorrido, foi encaminhado ofício para a Corregedoria da PM solicitando informações sobre a regularidade da conduta policial e até o momento o órgão não obteve resposta.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade