0

Empresa de ônibus pede para grevistas voltarem ao trabalho em Porto Alegre

9 fev 2014
13h05
atualizado às 13h27
  • separator
  • 0
  • comentários

A Companhia Carris Porto-Alegrense fez, na manhã deste sábado, uma nova chamada para que seus colaborares retornem às atividades. Segundo o comunicado, divulgado no site da prefeitura da capital gaúcha, os funcionários devem se reapresentar nesta segunda-feira, seguindo as escalas de trabalho. “A empresa conta com o comparecimento de todos, buscando diminuir os prejuízos sofridos pela população da Capital”, informou a Carris.

A Justiça do Trabalho determinou, na sexta-feira, que os piquetes formados em frente às empresas de ônibus de Porto Alegre por rodoviários grevistas não poderão mais impedir a saída dos veículos que quiserem deixar as garagens. O juiz Elson Rodrigues da Silva Junior, da 10ª Vara do Trabalho, deferiu a limitar solicitada pelo Sindicato das Empresas de Ônibus de Porto Alegre, autorizando o uso de força policial para liberar a frota caso haja necessidade a partir de segunda-feira.

Até sexta, haviam sido registrados 47 ônibus depredados desde que começou a greve dos rodoviários em Porto Alegre, no dia 27 de janeiro.

Na decisão, o juiz enfatizou que a greve foi considerada ilegal pelo Tribunal Regional do Trabalho, que determinou que os grevistas colocassem em circulação pelo menos 30% da frota durante o dia e 70% nos horários de pico - medida descumprida pelos rodoviários. Caso descumpra a decisão de não promover piquetes em frente às garagens, os rodoviários deverão pagar uma multa diária de R$ 100 mil.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade