PUBLICIDADE

Cidades

Carro de reportagem do SBT é incendiado em Vitória

O veículo pertence a TV Tribuna, afiliada do SBT no Espírito Santo; Um cinegrafista, que estava sozinho no veículo, não se feriu

11 out 2022 - 21h41
(atualizado às 21h44)
Compartilhar
Exibir comentários
Carro da TV Tribuna é atacado por criminosos e incendiado em VItória (ES)
Carro da TV Tribuna é atacado por criminosos e incendiado em VItória (ES)
Foto: Reprodução/TV Tribuna

O carro de reportagem da TV Tribuna, afiliada do SBT no Espírito Santo, foi incendiado por criminosos no início da tarde desta terça-feira, 11, em Vitória.

Segundo informações da TV Tribuna, no carro estava apenas o cinegrafista, que seguia para encontrar outra equipe de reportagem que estava no local. 

Ele relatou que, ao passar por uma rua, foi cercado por criminosos, que apontaram uma arma para a cabeça dele e o mandaram sair do veículo. Em seguida, os bandidos deram um tiro próximo ao cinegrafista e incendiaram o veículo.

Antes de fugir, os criminosos ainda deixaram uma munição com o cinegrafista e mandaram entregar o projétil para a repórter, que estava ao vivo no bairro.

Munição foi deixada para ameaçar a imprensa
Munição foi deixada para ameaçar a imprensa
Foto: Reprodução/TV Tribuna

O Corpo de Bombeiros foi acionado para combater as chamas, mas o carro ficou completamente destruído. 

Em nota, a TV Tribuna, informou que presta auxílio ao cinegrafista  e repudia qualquer tipo de violência:

  • "A primeira providência que a Rede Tribuna tomou foi resguardar a vida do nosso profissional.  Solicitamos a escolta policial para Nepomuceno e para a outra equipe que estava na região. Apesar da extrema ameaça que Alex sofreu, com agressão, ele está bem e recebe todo o apoio da empresa. A Rede Tribuna se solidariza com os nossos profissionais e repudia qualquer violência contra a imprensa".

Também em nota, a Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert) disse que "considera de extrema gravidade as ameaças e ataques sofridos pela equipe da TV Tribuna", classificou como "inaceitável que a imprensa seja submetida a este nível de violência" e concluiu afirmando que "seguirá empenhada em coibir toda e qualquer represália ao trabalho jornalístico".

Confira a íntegra da nota da Abert:

"A Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (ABERT) considera de extrema gravidade as ameaças e ataques sofridos pela equipe da TV Tribuna, afiliada do SBT, nesta terça-feira (11), em Vitória (ES).

Além de ter o carro de reportagem atingido por tiros e incendiado durante cobertura sobre os desdobramentos de um confronto entre policiais militares e criminosos armados no centro da cidade, o motorista foi cercado e agredido com coronhadas por traficantes que deram a ele uma bala para ser entregue à repórter.

É inaceitável que a imprensa seja submetida a este nível de violência.

A ABERT seguirá empenhada em coibir toda e qualquer represália ao trabalho jornalístico e pede providências imediatas às autoridades locais para o esclarecimento do caso e rigorosa apuração dos fatos.

Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão".

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade