PUBLICIDADE

Bruna Linzmeyer reflete sobre relação com o público após se assumir lésbica: ‘Mais bonita’

A atriz se assumiu em 2016, quando já era conhecida por seus trabalhos na Globo

9 mai 2024 - 15h41
(atualizado às 15h44)
Compartilhar
Exibir comentários
A atriz Bruna Linzmeyer se assumiu em 2016
A atriz Bruna Linzmeyer se assumiu em 2016
Foto: Foto: (Reprodução/Instagram/@brunalinzmeyer

Bruna Linzmeyer acredita que a sua relação com o público melhorou depois dela assumir sua sexualidade. Ela falou abertamente sobre ser lésbica em 2016, quando já era conhecida por sua participação em novelas e séries da Globo. Seu primeiro trabalho foi em 2010, em “Afinal, o Que Querem as Mulheres”. 

“Tenho uma relação de afeto com o público, principalmente depois que eu me encontrei enquanto uma mulher sapatão. A relação com as pessoas se tornou ainda mais bonita”, contou em entrevista ao UOL.

Ela acredita que a sua própria vivência acaba influenciando aqueles que lhe acompanham. “A minha experiência de vida afeta a experiência de vida delas, às vezes para contar para o pai e a mãe, para viver uma história de amor”, disse. Bruna ainda confessou que teve poucos momentos ruins desde que se assumiu.

A última novela de Linzmeyer foi “Pantanal”, exibida na Globo em 2022. Ela conta que ainda recebe carinho do público que se identificou com algum personagem que já interpretou. “São pessoas que sabem quem sou. Minha existência atravessou a existência dela de alguma forma”. 

Agora, a atriz se prepara para estrelar a série “Máscara de Oxigênio (Não) Cairão Automaticamente”. A produção é baseada em fatos reais, e relata a vivência de comissários de voos que contrabandeavam remédios contra a aids para ajudar pessoas. Além de Linzmeyer, o elenco conta com Johnny Massaro.

“Estou muito animada para assistir [essa história]. Como artista e como pessoa parte da comunidade LGBTQIA +, também fico honrada de contar essa história”.

7 vezes que a comunidade LGBTQIA+ provou que a camisa do Brasil também é dela 7 vezes que a comunidade LGBTQIA+ provou que a camisa do Brasil também é dela

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade