Guerra na Ucrânia expõe falta de direitos LGBTQIA+

08h00 (atualizado em 7/4/2022 às 16h33)

Mulheres trans que não tenham seu nome e sexo retificados nos documentos não podem deixar a Ucrânia. Perante o país, elas são homens e precisam ficar para lutar na guerra. Advogada e colunista de Terra Nós, Marcia Rocha aponta a falta de direitos da população trans no leste europeu e em diversas partes do mundo. Surpreendentemente, o Brasil é um dos três melhores países em conquistas de direitos LGBTQIA+. Assista ao vídeo e entenda a opinião dela.

Fonte: Marcia Rocha
Publicidade

Vídeos relacionados

Recomendado para você

Publicidade