PUBLICIDADE

Casamentos homoafetivos crescem 20% e batem recorde de 11 mil registros em 2022

É o maior número de casamentos desde resolução do CNJ, em 2013, que garantiu à população LGBTQIA+ o direito ao casamento

27 mar 2024 - 12h14
(atualizado às 12h16)
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
O Brasil registrou um aumento de 11 mil casamentos civis entre pessoas do mesmo sexo em 2022, segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
De acordo com o levantamento, 6.632 casamentos entre pessoas do sexo feminino foram registrados em 2022
De acordo com o levantamento, 6.632 casamentos entre pessoas do sexo feminino foram registrados em 2022
Foto: iStock/LumiNola

O Brasil registrou um crescimento de 20% em relação aos casamentos homoafetivos em 2022, com um recorde de 11 mil casamentos civis entre pessoas do mesmo sexo. Os dados do Registro Civil foram divulgados nesta quarta-feira, 27, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

De acordo com o levantamento, que considera apenas casamentos civis registrados em cartório, 6.632 casamentos entre pessoas do sexo feminino foram registrados em 2022, contra 4.390 com pessoas do sexo masculino. Casais compostos por duas mulheres representam 60% do total.

Casamento homoafetivo: o que diz a resolução brasileira? Casamento homoafetivo: o que diz a resolução brasileira?

O mês que mais teve casamentos entre cônjugues femininos foi novembro, com 668 registros, já setembro foi o mês que mais teve casamentos registrados entre cônjugues masculinos, com 447.

Segundo o IBGE, os registros de 2022 apontam o maior número de casamentos desde a resolução do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), em 2013, que garantiu à população LGBTQIA+ o direito ao casamento.

Números do IBGE

Os casamentos homoafetivos correspondem a 1,1% do total de casamentos registrados no país, que subiu 4% em 2022, de 932.502 para 970.041, bem abaixo dos 20% das uniões homoafetivas, que subiram de 9.202, em 2021, para 11.022 em 2022.

Em comparação com 2021, todas as regiões do Brasil apresentaram um aumento superior em 2022 em relação aos casamentos civis LGBTQIA+. As regiões Norte, Sudeste e Sul foram as que mais tiveram um aumento, com 32,8%, 23,9% e 19,5%, respectivamente.

A idade média entre casais compostos por pessoas do mesmo sexo é dado da pesquisa: entre casais gays ela é de 34,3 anos e entre casais formados por mulheres é de 32,7 anos.

'Golpe em nossos direitos', diz Erika Hilton sobre projeto aprovado que proíbe casamento homoafetivo:
Fonte: Redação Nós
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade