PUBLICIDADE

Grécia legaliza casamento homoafetivo

Projeto foi aprovado no Parlamento depois de 2 dias de debates

16 fev 2024 - 08h43
(atualizado em 10/4/2024 às 18h41)
Compartilhar
Exibir comentários
Além de dar aos casais homoafetivos o direito do matrimônio, a norma também permite que eles possam adotar crianças
Além de dar aos casais homoafetivos o direito do matrimônio, a norma também permite que eles possam adotar crianças
Foto: iStock/franckreporter

Apesar da oposição da Igreja Ortodoxa, o Parlamento da Grécia aprovou um projeto de lei que legaliza o casamento civil entre pessoas do mesmo sexo.

Após dois dias de debates acalorados, o texto foi aprovado com 176 votos dos 245 deputados presentes. O projeto recebeu apoio do partido Nova Democracia, que é do atual primeiro-ministro da nação, Kyriakos Mitsotakis.

O que os países pensam sobre casamento homoafetivo O que os países pensam sobre casamento homoafetivo

Além de dar aos casais homoafetivos o direito do matrimônio, a norma também permite que eles possam adotar crianças.

"Este é um marco para os direitos humanos, refletindo a Grécia de hoje: um país progressista e democrático, apaixonadamente comprometido com os valores europeus", afirmou o chefe de governo grego.

A aprovação do projeto de lei foi uma grande vitória para a comunidade LGBTQIA+, que realizou por muitos anos campanhas para que o direito fosse liberado.

No entanto, o texto precisou superar o fato de que a Grécia é considerada uma nação mais conservadora, principalmente por ser de maioria cristã ortodoxa, que acredita que a homossexualidade é um pecado. .

Ansa - Brasil   
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade