PUBLICIDADE

Monster Hunter Stories dá sinais da idade, mas ainda encanta

Jogo que chegou ao 3DS em 2017 ganha versões para plataformas atuais

13 jun 2024 - 12h00
Compartilhar
Exibir comentários
Personagens e 'monsties' de Monster Hunter Stories são muito carismáticos
Personagens e 'monsties' de Monster Hunter Stories são muito carismáticos
Foto: Capcom / Divulgação

Um dos últimos grandes lançamentos para o portátil Nintendo 3DS, Monster Hunter Stories tinha não só os amiibos mais bonitos daquela época, mas também uma proposta incrível: transformar a franquia de caçar monstros da Capcom em algo mais acessível para jogadores de todas as idades e melhor ainda, como um RPG com combate por turnos.

O jogo chega agora para PC, PlayStation 4 e Nintendo Switch e mesmo que seja bem mais simples do que sua sequência, Monster Hunter Stories 2: Wings of Ruin (que também está sendo lançado para PS4, olha só!) ainda é uma experiência cheia de charme e que vai agradar não só quem já é fã de Monster Hunter, mas também os apreciadores de RPGs japoneses em geral e Pokémon em particular, mesmo sendo mais indicado para os jogadores pequeninos.

Ótimo jogo, mas que entrega a idade

Ao invés de caçar e depenar monstros, o jogador é um jovem guardião que precisa cuidar deles, ao lado de outros heróis conhecidos como Montadores de Monstros, criando laços com essas criaturas, que auxiliam nas batalhas que vai enfrentar ao longo das suas provações para proteger a vila e forjar a paz entre os Caçadores e os Montadores.

Um elemento bem legal dessa versão do RPG é o modo museu, com as músicas e artes conceituais do jogo. Também vale apontar que Monster Hunter Stories tem dublagem em inglês e japonês, com legendas e menus em português do Brasil.

A adaptação para novas plataformas não disfarça que se trata de um game original do 3DS
A adaptação para novas plataformas não disfarça que se trata de um game original do 3DS
Foto: Capcom / Divulgação

Infelizmente, este não é um grande remake ou um remaster super elaborado do game para 3DS lá de 2017. Jogando a versão de PlayStation 4, é difícil não notar as limitações gráficas nos lembrando que se trata de um jogo feito para aquele portátil, com expressões faciais antiquadas, traços angulares e efeitos borrados nas sequências de ação. O próprio ritmo da história é bem lento nos (muitos) diálogos em texto. Por outro lado, as cenas de corte ao estilo anime continuam encantadoras.

O que surpreende é a profundidade de outros elementos: O mundo de Monster Hunter Stories é bem grande, o sistema de batalha por turnos, baseado em um formato 'pedra-papel-tesoura' mas com camadas extras de estratégia para construir combos entre os personagens e seus monstros, tudo isso prende a atenção por muitas horas.

Considerações

Monster Hunter Stories - Nota 7,5
Monster Hunter Stories - Nota 7,5
Foto: Capcom / Divulgação

É uma aventura encantadora, principalmente para os jogadores mais jovens, que esão dando seus primeiros passos no mundo de Monster Hunter, mas fica a recomendação para conferir a sequência, Wings of Ruin, que é um jogo bastante superior.

Monster Hunter Stories está disponível para PC, PlayStation 4 e Switch.

*Esta análise foi feita no PS5, com uma cópia do jogo gentilmente cedida pela Capcom.

Fonte: Game On
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade