PUBLICIDADE

Aliens: Dark Descent captura o suspense dos filmes

Game oferece combate tático ao estilo XCOM e capricha na ambientação espacial

19 jul 2023 - 13h25
Compartilhar
Exibir comentários
Aliens: Dark Descent faz um ótimo uso da licença para recriar a adrenalina e suspense do cinema
Aliens: Dark Descent faz um ótimo uso da licença para recriar a adrenalina e suspense do cinema
Foto: Focus Entertainment / Divulgação

Desde que Aliens: O Resgate chegou aos cinemas em um distante 1986, os fãs da franquia se dividiram: há quem adore os filmes com 'aliens' no plural, cheios de ação, tiros e ácido voando pra todo lado, e quem prefira as obras singulares, que seguem o terror e suspense do Alien original.

Dito isso, Aliens: Dark Descent consegue o raro feito de ficar no meio termo e não ser nada morno. O jogo é totalmente inspirado no filme do diretor Michael Bay de 37 anos atrás, mas traz boas doses de suspense, além de  momentos de tiroteio frenético e grandes quantidades de xenomorfos prontos para dizimar os pobres fuzileiros espaciais.

A ação e o suspense vêm embalados em um robusto jogo de combate tático ao estilo XCOM, com direito a uma base para gerenciar e controles de esquadrão. Diferente da popular franquia da Fyraxis, não há turnos ou pausas, a ação acontece em tempo real e com uma câmera lenta dramatica durante o combate. Assim como as coisas parecem ser para os fuzileiros nos filmes, as batalhas podem ser duras e até injustas em mais de uma ocasião.

Exploração, combate e suspense

Tudo acontece em uma colônia lunar chamada Lethe, em que uma infestação de xenomorfos precisa ser investigada e eliminada. Há toda uma narrativa envolvendo a corporação Wayland-Yutani e os fuzileiros coloniais. Os personagens são mais interessantes do que se poderia esperar e a trama é boa o bastante para entreter os fãs da franquia.

O combate funciona de forma parecida com o de outros jogos táticos, mas sem turnos para pensar
O combate funciona de forma parecida com o de outros jogos táticos, mas sem turnos para pensar
Foto: Focus Entertainment / Divulgação

Em campo, o jogador controla um esquadrão de fuzileiros, que pode ser personalizado com armas, equipamentos e, se sobreviverem o bastante, aprimorados com novas habilidades, conforme progridem em suas missões. Também é possível dar comandos para veículos e interagir com o ambiente - selar as portas para criar abrigos é uma estratégia muito bem sacada, diga-se de passagem.

Os inimigos incluem desde os tradicionais xenomorfos e os nojentos 'facehuggers' até enormes e poderosas Rainhas Alien. Os androides também são ameaças assustadoras que remetem um pouco à trama do divisivo Prometheus. As criaturas alienígenas funcionam muito bem para adicionar suspense e adrenalina ao game, principalmente por demorar muito tempo para serem vistas em cada missão.

Considerações

Aliens: Dark Descent - Nota 8
Aliens: Dark Descent - Nota 8
Foto: Game On / Divulgação

Fãs de XCOM e de Aliens não tem do que ter medo em Dark Descent. As batalhas podem ser um pouco frustrantes nas primeiras tentativas, até se acostumar com o sistema de 'tempo real' da ação - sinceramente, eu gostaria de uma opção de combate por turnos.

Aliens: Dark Descent está disponível para PC, PS4, PS5, Xbox One e Xbox Series X/S.

*Esta análise foi feita no Xbox Series X, com uma cópia gentilmente cedida pela Focus Entertainment.

Fonte: Game On
Compartilhar
Publicidade
Publicidade