1 evento ao vivo

Muricy isenta Neymar por falta, mas diz que saída "está até demorando"

17 mai 2013
14h14
atualizado às 14h54
  • separator
  • 0
  • comentários

O técnico Muricy Ramalho minimizou a ausência do atacante Neymar no treino do Santos desta sexta-feira, na Vila Belmiro. O comandante santista alegou que a atividade leve em campo reduzido nada influencia na escalação para a final de domingo, contra o Corinthians, às 16h (de Brasília), no próprio estádio, mas respondeu sobre as especulações em torno da saída do atacante para o Barcelona, da Espanha, alegando que "está até demorando" para ser concretizada.

<p>Neymar tem contrato com o Santos até 2014</p>
Neymar tem contrato com o Santos até 2014
Foto: Getty Images

"Com relação a treinamento, não prejudicou (a ausência). O treino mais importante foi ontem à tarde, quando fizemos um tático. Isso não mexe nada. São coisas que acontecem, não tem como, não dá para prever", explicou o treinador.

Muricy foi questionado diversas vezes durante a entrevista sobre o futuro de Neymar e se daria conselhos para evitar a saída imediata do jogador.

"Não vou agradar pessoas e dizer que participo de alguns momentos porque não participo de nada, tem muita gente para cuidar isso. Participo no campo, ajudando para que melhore algumas coisas. Ele vai sair, está até demorando, mas uma hora vai sair. A outra parte (dos interessados) é muito grande e não posso me meter em algo que não vou conseguir fazer nada. Só entro para ganhar e ali, se eu entrar, não vou obter nenhum resultado. Ouvimos muitas coisas no futebol, mas não sabemos a realidade. Só me meto quando posso ajudar", argumentou.

A ausência de Neymar foi justificada por sua assessoria pela impossibilidade de retorno após gravar um comercial no Rio de Janeiro com a Nike, empresa de material esportivo norte americana com quem possui contrato. Os aeroportos Santos Dummont e Galeão estão fechados devido ao mau tempo.

O fato, entretanto, aumenta ainda mais os indicativos sobre a saída do jogador para o Barça. O clube catalão enviou nova proposta ao Santos, com valores mantidos sob sigilo, e tenta a liberação do craque santista ainda na próxima janela de transferências.

A saída imediata tem a anuência de dirigentes do clube alvinegro, além do próprio Neymar, mas esbarra no desejo de Neymar pai de segurá-lo no País até julho de 2014, data do fim do vínculo, por vantagem contratual.

Mesmo em meio a decisão do torneio estadual, a diretoria santista esteve reunida nos últimos dias com o estafe do jogador, com as presenças dos agentes Marcos Malaquias e André Cury - o último, espécie de representante do Barcelona no País e responsável pelas transferências de Henrique e Keirrison, em 2008 e 2009, para o clube espanhol.

Caso seja negociado agora o Santos, detentor de 55% dos direitos econômicos, precisaria dividir o montante da venda com a Teisa, grupo formado por conselheiros influentes do clube, dona 5%, e o Grupo DIS, 40%. A multa é de 65 milhões de euros (cerca de R$ 169 milhões).

Apesar da nova investida do atual campeão espanhol, Neymar deve fazer, pelo menos, mais três jogos pelo clube: contra Corinthians, neste domingo, diante do Joinville, na próxima quarta-feira, pela Copa do Brasil, e contra o Flamengo, no fim de semana, pela esteia do Campeonato Brasileiro. O meia Montillo, em recuperação de estiramento na coxa esquerda, também não participou da atividade e dificilmente atuará no clássico.

Fonte: K.R.C.DE MELO & CIA. LTDA – ME K.R.C.DE MELO & CIA. LTDA – ME
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade