1 evento ao vivo
Logo do Seleção Argentina
Foto: terra

Seleção Argentina

Soy loco por ti, Argentina

As aventuras de um torcedor que é fã do futebol argentino, mas principalmente do futebol arte

2 jul 2019
11h57
atualizado às 12h00
  • separator
  • 0
  • comentários

Era um garoto que amava Maradona e Caniggia. Em 86, vibrou com a mão de Deus de Dieguito e com o gol antológico do craque que saiu em disparada do meio de campo, driblando o exército inglês e vingando a malvada guerra das Malvinas com a bola nos pés.
 
Corintiano, rendeu-se a Carlito Tevez, como antes havia se rendido aos gols e quase gols de Herrera. Quando Messi surgiu e cresceu ano a ano, não ousou compará-lo ao maior de todos, Pelé, e ainda não se convenceu de que ele seja maior do que Maradona.

Maradona levanta troféu da Copa do Mundo de 1986, no México
Maradona levanta troféu da Copa do Mundo de 1986, no México
Foto: Carlos Fumagalli/Associated Press / via Estadão Conteúdo

Mas acredita que Lionel possa enfim faturar um título com a seleção da Argentina, embora já tenha ganho a medalha de ouro na Olimpíada, e seria muito bom se isso acontecesse em cima da Seleção de Tite, porque parafraseando um famoso locutor: “ganhar é bom, mas ganhar do Brasil é muito melhor.”
 
Não, ele não torce contra a Seleção Brasileira, como pode parecer, mas sim a favor do futebol arte. E caso o Brasil seja digno do seu passado glorioso não vai ficar triste se Cebolinha fizer os argentinos chorarem.
 
Soy loco por ti, América.

Veja também:

 

Paradinha Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade