PUBLICIDADE

Motociclismo

Chefe da Ducati olha com interesse para Guevara: "Fez coisas que são incríveis"

Depois de reconhecer que a passagem pela Moto3 foi decisiva para assegurar a contratação de Francesco Bagnaia pela Ducati, Gigi Dall'Igna confirmou que segue de olho nos pilotos da categoria. Ao diário espanhol 'Marca', dirigente assumiu interesse em Izán Guevara, campeão de 2022

31 dez 2022 - 05h46
Compartilhar
Exibir comentários
Izán Guevara despertou o interesse da Ducati pela boa temporada na Moto3
Izán Guevara despertou o interesse da Ducati pela boa temporada na Moto3
Foto: Aspar / Grande Prêmio

O bom ano na Moto3 rendeu mais do que apenas o título de 2022 a Izán Guevara. Às vésperas de estrear na Moto2, o piloto espanhol vê Gigi Dall'Igna assumir que o acompanha com interesse na classe menor do Mundial de Motovelocidade.

Depois de reconhecer ao diário espanhol 'Marca' que a passagem pela Moto3 foi decisiva para assegurar a contratação de Francesco Bagnaia pela Ducati, Dall'Igna confirmou que está "sempre" observando os pilotos da classe menor e não fugiu da pergunta ao ser questionado quem é o analisado da vez.

Izán Guevara conquistou o título de 2022 da Moto3
Izán Guevara conquistou o título de 2022 da Moto3
Foto: Divulgação/MotoGP / Grande Prêmio

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

"Izán Guevara é outro piloto que, com perspectiva, pode fazer a diferença, porque também ele também fez coisas que são incríveis", elogiou.

O caminho de Guevara até a Ducati, aliás, pode ter um atalho, já que Gino Borsoi, com quem trabalhou na Aspar, será chefe da Pramac a partir de 2023.

"Digamos que, no final, é preciso se rodear de pessoas que saibam escolher os pilotos. E acho que Gino é um desses", completou Dall'Igna.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.
Grande Prêmio
Compartilhar
Publicidade
Publicidade