PUBLICIDADE

Michele Oliveira vence luta de grappling no UFC Fight Pass Invitational 2 e define próximo passo

Evento aconteceu no último fim de semana e contou com grande apresentação da lutadora brasileira; confira a entrevista

6 jul 2022 - 11h37
Ver comentários

Realizado no último fim de semana, nos Estados Unidos, o evento de grappling UFC Fight Pass Invitational 2 contou com a participação da brasileira Michele Oliveira, faixa-preta de Jiu-Jitsu e hoje também lutadora de MMA. Em ação contra Roxanne Modafferi - ex-desafiante ao cinturão peso-mosca do UFC -, Michele impôs seu jogo e saiu com a vitória por decisão dos jurados.

Michele Oliveira conquistou importante resultado em disputa de grappling (Foto: Arquivo pessoal)
Michele Oliveira conquistou importante resultado em disputa de grappling (Foto: Arquivo pessoal)
Foto: Lance!

Em entrevista à TATAME após o evento, Michele Oliveira analisou o importante triunfo, que a recolocou no caminho das vitórias, e aposta na visibilidade de Roxanne para conquistar mais espaço no cenário do MMA internacional.

- Eu sempre estou treinando Jiu-Jitsu, porque foi onde comecei, é o esporte que eu amo e o que sei fazer melhor. Todos que sempre acreditaram e investiram na minha carreira contribuíram para esse resultado positivo. Gostaria de agradecer também a Hannette Staack, que me ajudou muito a conseguir essa vitória. Ela fez toda a diferença pra mim na última semana, passando treinos específicos com a sua técnica - disse a lutadora, que completou sobre o impacto do triunfo na sua carreira:

- A Roxanne é uma atleta experiente, que fez muito pelo MMA feminino. Foi uma grande honra poder dividir os holofotes com ela e sei que essa luta pode abrir muitas portas, já que tive a chance de mostrar minhas habilidades para o mundo… Mas o fato de eu ter vencido não diminui a grandeza dela, apenas fiz o dever de casa e coloquei em prática todo o meu conhecimento. Na verdade, até queria ter tido mais 5 minutos de luta para mostrar mais.

Atualmente aos 27 anos, Michele Oliveira foi campeã mundial de MMA amador em 2017, no Bahrein, e desde então iniciou sua transição para o profissional, onde soma duas vitórias e uma derrota. Questionada sobre os seus planos para retornar ao cage e o futuro, a lutadores respondeu:

- Eu lutei MMA no ano passado e me considero sempre pronta para voltar. Estou aqui aguardando a oportunidade de novamente viver essa experiência, meus managers estão trabalhando para me ajudar nisso. Eu nunca paro de treinar, estou sempre ativa e me considero pronta. E assim sigo querendo evoluir e ser melhor a cada dia na minha profissão - garantiu Michele Oliveira, que como a maioria dos atletas, sonha em chegar ao UFC:

- Eu me mudei para Las Vegas há pouco tempo e estou me adaptando bem aqui, já encontrei uma academia para treinar que só acrescenta na minha evolução. Eu pretendo continuar lutando e o meu maior objetivo é conquistar um lugar no UFC. Em sua maioria, todo atleta de MMA sonha em estar no maior evento do mundo e eu estou aqui me preparando e me dedicando para realizar esse grande sonho - encerrou ela.

Lance!
Publicidade
Publicidade