PUBLICIDADE

Lutas

Charles do Bronx encara russo e terá chance de recuperar o cinturão que perdeu na balança

Brasileiro tem nova luta marcada para outubro, em Abu Dhabi, e o desafio promete ser duríssimo: contra Islam Makhachev, pupilo da lenda Khabib Nurmagomedov

22 jul 2022 - 18h09
Compartilhar
Exibir comentários

Charles "do Bronx" Oliveira, principal nome da categoria dos leves no UFC, já tem nova luta marcada. O brasileiro tentará recuperar o seu cinturão, perdido na balança, contra o russo Islam Makhachev, no dia 22 de outubro, em Abu Dhabi, na edição de número 280 do maior evento de artes marciais mistas do mundo.

Charles não conseguiu bater o peso de 70kg da categoria em seu último compromisso e acabou perdendo o título oficialmente. O brasileiro, que acusou a própria organização de ter alterado a escala da balança um dia antes, foi para a luta contra o americano Justin Gaethje e venceu por finalização, sua especialidade, assegurando uma outra disputa pelo cinturão.

"Do Bronx", como é conhecido, vem de uma sequência de 11 vitórias, sendo as últimas três em disputas de títulos. A última derrota do brasileiro ocorreu em 2017, para Paul Felder, por nocaute técnico. De lá para cá, ele desbancou grandes nomes como Clay Guida, Jim Miller, Tony Ferguson, Michael Chandler e Dustin Poirier.

Makhachev, no entanto, promete ser o desafio mais duro do brasileiro. Pupilo de Khabib Nurmagomedov, que terminou sua carreira invicto com 29 vitórias, Islam tem estilo parecido e ostenta o cartel de 18 triunfos e apenas uma derrota. Já são dez sucessos consecutivos e a última e única vez que caiu foi em 2016, para o também brasileiro Adriano Martins, por nocaute.

Charles Oliveira brigava nos bastidores para a luta ser no Brasil e o oponente ser Conor McGregor. Não conseguiu. A intenção do último campeão dos leves agora é vencer Makhachev e desafiar o seu mestre, Khabib, com o intuito de tirá-lo da aposentadoria. Nurmagomedov, de 33 anos, é o maior nome da história da categoria e se aposentou somente devido à morte de seu pai, em 2020. É Khabib que pediu insistentemente o duelo entre Charles e Islam nos últimos meses.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade