PUBLICIDADE

Lutas

Brandon Royval mira 'estragar a festa' de Pantoja e quer luta no UFC 301

Brandon Royval derrotou Brandon Moreno na luta principal do card disputado na Cidade do México e agora deseja ter uma nova chance para encarar o campeão

27 fev 2024 - 18h55
(atualizado às 18h55)
Compartilhar
Exibir comentários
Brandon Royval em luta no UFC México
Brandon Royval em luta no UFC México
Foto: Divulgação/UFC / Esporte News Mundo

Ao que as especulações parecem indicar, Alexandre Pantoja deverá estar no UFC 301, em maio, no Rio de Janeiro para fazer a defesa do cinturão dos moscas. O adversário não está definido, mas o UFC México, do último final de semana, pode ter dado a indicação de um possível rival para o brasileiro.

Brandon Royval derrotou Brandon Moreno na luta principal do card disputado na Cidade do México e agora deseja ter uma nova chance para encarar o campeão, a quem enfrentou duas vezes no passado, sendo derrotado em ambas.

Mas o americano não dá bola para tal retrospecto adverso e afirmou após o UFC México que quer estar no Rio para tentar 'estragar a festa' da torcida brasileira e vencer Pantoja, assim como fez no final de semana ao lutar contra Moreno na casa deste e conquistar a vitória sobre o antigo dono do cinturão. E como quer fazer com outros se estes aparecerem em seu caminho.

- Eu irei continuar a ser o 'estraga-prazeres' UFC 301. Irei enfrentar o Pantoja e conquistarei o cinturão na casa dele, o Rio de Janeiro. A gente vai continuar estragando a festa de todo mundo até sermos campeões. E eu defenderei o meu título em Denver - disse Royval, citando a cidade onde nasceu, no Colorado (EUA).

Tudo isso, no entanto, depende do que o UFC planeja para o card carioca, que ainda não lutas principais confirmadas ou se será Pantoja mesmo o astro principal do duelo. Independentemente do que Dana White e os matchmakers do Ultimate decidirem sobre a divisão dos moscas, Brandon Royval assegura que seu futuro é ter o cinturão em mãos.

- Eu serei campeão. É o futuro. O futuro é o 'Cachorrão' aqui. Serei campeão e enfrentarei todo mundo. Número 10 do ranking, não me importa. Mas eu serei campeão. Vocês viram que eu pisei na bola, mas consegui corrigir tudo isso em cinco semanas e, até o UFC 301. estarem bem melhor - comentou.

Esporte News Mundo
Compartilhar
Publicidade
Publicidade