0
Logo do Seleção Americana
Foto: terra

Seleção Americana

EUA aplicam maior goleada da história do Mundial: 13 x 0

Equipe norte-americana fez incríveis 13 a 0 na equipe asiática e superou o recorde da Alemanha sobre a Argentina em 2007

11 jun 2019
17h59
atualizado às 18h05
  • separator
  • comentários

Atuais campeãs do torneio, a seleção dos Estados Unidos estreou nesta terça-feira na Copa do Mundo Feminina de 2019. Repleta de grandes jogadoras, a equipe não decepcionou no estádio Auguste-Dalaune e bateu a Tailândia sem dificuldades por 13 a 0, construindo a maior goleada da história das Copas. Com o resultado, as norte-americanas assumiram a ponta do grupo F, seguida pela Suécia, que também venceu na estreia.

Não demorou muito para a equipe de Jill Ellis abrir o placar na partida e logo aos 12 minutos, Alex Morgan balançou as redes. A atacante recebeu cruzamento de Kelley O'Hara e completou de cabeça para o gol.

Oito minutos depois foi a vez de Rose Lavelle marcar o dela. Morgan tocou para a meia, que perto da área, arriscou um chute que ainda contou com desvio da goleira antes de entrar.

Estados Unidos começou com tudo a Copa do Mundo Feminina e aplicou 13 a 0 na Tailândia (THOMAS SAMSON/AFP)
Estados Unidos começou com tudo a Copa do Mundo Feminina e aplicou 13 a 0 na Tailândia (THOMAS SAMSON/AFP)
Foto: LANCE!

Ainda no primeiro tempo, os Estados Unidos chegaram ao terceiro gol, com Lindsey Horan. A meia aproveitou uma bola mal afastada dentro da área e chutou forte, sem chances para a arqueira adversária.

Frágil tanto defensivamente, quanto ofensivamente, a Tailândia não conseguiu assustar as norte-americanas, que foram com larga vantagem para o intervalo.

No segundo tempo, a equipe estadunidense continuou em cima e massacrou a Tailândia com uma sonora goleada. Em um período de apenas seis minutos, a seleção marcou quatro gols, com Mewis marcando duas vezes, Morgan e Lavelle transformando a partida em um 7 a 0.

Mas elas não pararam por ali e queriam ir busca do recorde de maior goleada da história superando o 11 a 0 da Alemanha sobre a Argentina no Mundial de 2007.

Aos 29 minutos, Morgan marcou seu terceiro gol na partida. Cinco minutos depois foi a vez da capitã Rapinoe deixar o dela. Sem perder as contas, Morgan balançou as redes mais uma vez, marcando o décimo dos Estados Unidos.

Pugh marcou o 11° gol aos 39 minutos e igualou o recorde alemão. Coube a artilheira da Copa, Alex Morgan a fazer o 12° gol, aos 42, e entrar para a história. Ainda deu tempo para a veterana Carli Lloyd fechar a goleada em 13 a 0 nos acréscimos.

Veja também:

Surfe une moradores do Rio em área marcada pela desigualdade
Lance!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade