PUBLICIDADE

Brasil leva bronze histórico no tênis e futebol está na semi

Stefani/Pigossi conquistou a medalha após vencerem as russas Veronika Kudermetova e Elena Vesnina; Seleção vence Egito por 1 a 0 e avança

31 jul 2021 09h48
| atualizado às 10h20
ver comentários
Publicidade

Na madrugada deste sábado as tenistas Luisa Stefani e Laura Pigossi conquistaram a medalha de bronze após vencerem as russas Veronika Kudermetova e Elena Vesnina, atuais vice-campeãs de Wimbledon, por 2 sets a 1. Dupla salvou 4 match points. A Seleção Olímpica venceu o Egito por 1 a 0, gol de Matheus Cunha. Classificado à semifinal, o Brasil aguarda o vencedor do duelo entre México e Coreia do Sul para saber o adversário. A partida será na terça-feira, às 5h (de Brasília).

Fratus está na final dos 50m livre, assim como Thiago Braz, no salto com vara, e Izabela Silva no lançamento de disco feminino. A Seleção Brasileira feminina de vôlei derrotou a Sérvia por 3 sets a 1, e deu presente para o aniversariante o técnico José Roberto Guimarães que fez 67 anos.

Pigossi/Stefani levam o bronze histórico
Luisa Stefani e Laura Pigossi fizeram história e conquistaram a primeira medalha do Brasil no tênis em Jogos Olímpicos. Neste sábado, as brasileiras derrotaram Elena Vesnina e Veronika Kudermetova, do Comitê Olímpico Russo, na disputa pelo bronze das duplas femininas. O triunfo veio por 2 sets a 1. Elas garantem que o entrosamento e a superação a levaram ao bronze.

Laura Pigossi e Luisa Stefani celebram medalha de bronze
 31/7/2021    REUTERS/Yara Nardi
Laura Pigossi e Luisa Stefani celebram medalha de bronze 31/7/2021 REUTERS/Yara Nardi
Foto: Reuters

Seleção vence e está na semi
Neste sábado, a Seleção Olímpica duelou com o Egito nas quartas de final dos Jogos Olímpicos de Tóquio. O time de André Jardine venceu por 1 a 0, com de Matheus Cunha. Agora, classificado para a semifinal, o Brasil aguarda o vencedor do duelo entre México e Coreia do Sul para saber o adversário. A partida será na terça-feira, às 05h (de Brasília).

Matheus Cucnha comemora único gol do Brasil na vitória sobre o Egito neste sábado Lucas Figueiredo CBF
Matheus Cucnha comemora único gol do Brasil na vitória sobre o Egito neste sábado Lucas Figueiredo CBF
Foto: Lucas Figueiredo / CBF

Fratus avança à final dos 50m livre
Bruno Fratus confirmou a boa fase e garantiu seu lugar na final dos 50 metros livre, na noite desta sexta-feira, pelo horário de Brasília. O nadador registrou o terceiro melhor tempo das semifinais, empatado com o grego Kristian Gkolomeev. O brasileiro disputará sua terceira final consecutiva da prova em Olimpíadas. Já o nadador Fernando Scheffer, bronze na prova dos 200m livre dos Jogos Olímpicos, desembarcou na noite desta sexta-feira no Brasil com a medalha na mão.

Bruno Fratus confere o seu tempo logo depois de disputar as semifinais dos 50m livre
Bruno Fratus confere o seu tempo logo depois de disputar as semifinais dos 50m livre
Foto: Rob Schumacher-USA TODAY Sports/Reuters

Martine Grael e Kahena Kunze lideram
Atuais campeãs olímpicas, Martine Grael e Kahena Kunze assumiram a liderança da classe 49er FX dos Jogos Olímpicos e disputam a medalha nesta segunda-feira. Neste sábado, elas tiveram como melhor resultado um segundo lugar nas três regatas disputadas.

Martine Grael e Kahena Kunze na regata deste sábado Carlos Barria/Reuters
Martine Grael e Kahena Kunze na regata deste sábado Carlos Barria/Reuters
Foto: Carlos Barria / Reuters

Braz e Iza na final
O Brasil terá dois representantes em finais de atletismo nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Em classificatórias disputadas na noite desta sexta-feira, Thiago Braz avançou no salto com vara e Izabela Silva conseguiu vaga na final do lançamento de disco feminino. Já Chayenne da Silva não conseguiu avançar à semifinal da prova dos 400m com barreiras realizada nesta noite de sexta-feira (no horário de Brasília). A brasileira chegou em oitavo lugar em sua bateria eliminatória, com tempo de 57s55. 

Thiago Braz vai à final e pode repetir ouro olímpico no salto com vara
Thiago Braz vai à final e pode repetir ouro olímpico no salto com vara
Foto: cms / cms

Seleção de vôlei presenteia José Roberto Guimarães

A Seleção Brasileira feminina de vôlei derrotou a Sérvia por 3 sets a 1, neste sábado, nos Jogos Olímpicos de Tóquio e assumiu a liderança do Grupo A. A festa foi para o técnico José Roberto Guimarães que fez 67 anos hoje. As brasileiras Ana Patricia e Rebecca perderam pela segunda vez nos Jogos Olímpicos de Tóquio, mas garantiram a classificação para as oitavas de final do vôlei de praia feminino. Nesta sexta-feira (manhã de sábado no Japão), a dupla foi superada pelas americanas Claes e Sponcil por 2 sets a 1 (parciais de 21/17, 19/21 e 11/15), mas avançam, no mínimo, como uma das melhores terceiras colocadas.

Vôlei: Brasil bate a Sérvia e encaminha liderança da chave
Vôlei: Brasil bate a Sérvia e encaminha liderança da chave
Foto: Carlos Garcia Rawlings
Ana Patrícia tenta bloqueio durante partida contra Claes e Sponcil
 31/7/2021   REUTERS/John Sibley
Ana Patrícia tenta bloqueio durante partida contra Claes e Sponcil 31/7/2021 REUTERS/John Sibley
Foto: Reuters

Wanderson Oliveira nas quartas
Neste sábado, Wanderson Oliveira derrotou o bielorrusso Dzmitry Asanau nas oitavas de final do boxe e avançou para a próxima fase da categoria de até 63kg. O triunfo do brasileiro foi concretizado pelo placar final de 3 a 2.

Wanderson Oliveira festeja vitória nos Jogos Olímpicos de Tóquio Reprodução Twitter/@timebrasil
Wanderson Oliveira festeja vitória nos Jogos Olímpicos de Tóquio Reprodução Twitter/@timebrasil
Foto: @timebrasil / Reprodução Twitter

Meninas do handebol perdem
A Seleção Brasileira feminina de handebol sofreu a segunda derrota seguida nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Neste sábado, a equipe sul-americana acabou derrotada em um jogo equilibrado contra a Suécia, no confronto em que as brasileiras chegaram a ter quatro gols de vantagem no primeiro tempo. No final, placar de 34 a 31 para as europeias, no Yoyogi National Stadium.

Brasil foi derrotado no handebol feminino neste sábado nos Jogos Olímpicos de Tóquio Gaspar Nóbrega COB
Brasil foi derrotado no handebol feminino neste sábado nos Jogos Olímpicos de Tóquio Gaspar Nóbrega COB
Foto: Gaspar Nóbrega / COB

Judô por equipes perde
Neste sábado, após perder para a Holanda nas quartas de final, o Brasil disputou a repescagem do judô por equipes com Israel e foi derrotado por 4 a 2. Maria Portela e Mayra Aguiar venceram as suas lutas, enquanto Eduardo Barbosa, Yudy Santos, Rafael Buzacarini e Larissa Pimenta foram superados pelos adversários. Já Mayra Aguiar lamentou eliminação por equipes.

Marcus D'Almeida cai nas oitavas do tiro com arco

Marcus D'Almeida não conseguiu avançar às quartas de final no tiro com arco, pelos Jogos Olímpicos de Tóquio. O arqueiro brasileiro foi derrotado pelo italiano Mauro Nespoli por 6 a 0 e acabou eliminado nas oitavas de final da competição. Com isso, o atleta do Brasil fechou a competição em nono lugar.

11º no hipismo e no rúgbi feminino
O Brasil fechou o sábado no Concurso Completo de Equitação (CCE) na Olimpíada de Tóquio fora do grupo dos dez melhores tanto no individual como na disputa por equipes. Os britânicos estão dominando a modalidade, após três sessões. Já a Seleção Brasileira feminina de rúgbi venceu sua primeira partida na competição. As "Yaras" do Brasil superaram o Japão por 21 a 12 encerraram a participação no Japão em 11º lugar. 

 

Fonte: Equipe portal
Publicidade
Publicidade