4 eventos ao vivo

As mulheres que já estiveram no lugar mais alto do pódio do hipismo

Uma cena rara foi vista na tarde desta segunda-feira: três mulheres conquistaram o lugar mais alto do pódio na disputa do adestramento

16 ago 2016
16h00
  • separator
Charlotte DuJardin, da Grã-Bretanha, repetiu o feito em Londres-2012 e somou mais um ouro em sua carreira. Já as medalhas de prata e bronze foram para duas amazonas da Alemanha: Isabel Werth e Kristina Bröning-Sprehe.
Charlotte DuJardin, da Grã-Bretanha, repetiu o feito em Londres-2012 e somou mais um ouro em sua carreira. Já as medalhas de prata e bronze foram para duas amazonas da Alemanha: Isabel Werth e Kristina Bröning-Sprehe.
Foto: Divulgação FEI

Uma cena relativamente rara foi vista na tarde desta segunda-feira no Complexo Esportivo de Deodoro: três mulheres conquistaram o lugar mais alto do pódio na disputa do adestramento. Diferentemente das demais modalidades, o hipismo é o único esporte em que homens e mulheres participam das mesmas provas, o que torna a cena ainda mais memorável.

Charlotte DuJardin, da Grã-Bretanha, repetiu o feito em Londres-2012 e somou mais um ouro em sua carreira. Já as medalhas de prata e bronze foram para duas amazonas da Alemanha: Isabel Werth e Kristina Bröning-Sprehe.

Conheça outras amazonas que também fizeram história e subiram ao pódio em competições individuais:

Foto: Reprodução

Liselott Linsenhoff
A alemã foi campeã olímpica em adestramento dos Jogos de Munique, realizados em 1972.

Foto: Reprodução

Christine Stückelberger
A suíça venceu a Olimpíada de Montreal, em 1976, também pelo adestramento

Foto: Divulgação

Elisabeth Theurer
A austríaca subiu ao degrau mais alto do pódio também no adestramento na Olimpíada de Moscou, em 1980.

Foto: Divulgação

Nicole Uphoff
A alemã levou o ouro para casa na modalidade adestramento em Seul, 1988, e Barcelona, em 1992.

Foto: Divulgação

Isabell Werth
A alemã levou o ouro em adestramento nos Jogos de Atlanta, em 1996.

Foto: Divulgação

Anky van Grunsven
Já a holandesa conquistou o ouro em Atenas, 2004, e Pequim, 2008.

 




 

 

Veja também:

Confira a repercussão da morte de Maradona na Argentina e pelo mundo
Fonte: Terra
publicidade