0

Yohansson bate recorde mundial e se classifica para final dos 100 m T46

6 set 2012
08h45
atualizado às 12h04

Após faturar a medalha de ouro nos 200 m rasos T46 (para atletas amputados e les autres) e a prata nos 400 m rasos T46, o alagoano Yohansson Nascimento aparece como forte candidato a também subir no pódio da prova mais rápida que disputará em Londres. Com direito a quebra de recorde mundial de sua categoria - T45 -, o brasileiro cravou 10s94 e avançou à final dos 100 m rasos T46 na primeira colocação.

» Acompanhe o quadro de medalhas dos Jogos Paralímpicos
» De bocha a goalball, conheça os esportes da Paralimpíada
» Confira dez curiosidades sobre a Paralimpíada

Competindo na segunda das três baterias classificatórias, Yohansson disputou "cabeça à cabeça" a primeira colocação de sua prova com o cubano Raciel Gonzalez Isidoria, que acabou ficando em segundo, com o tempo de 10s97, apenas três centésimos atrás do brasileiro.

Além dos dois atletas, o chinês Xu Zhao também se destacou e venceu a primeira eliminatória com o tempo de 11s06, recorde nacional.

Outro brasileiro a competir na prova mais rápida da classe T46, o piauiense Antônio Delfino de Souza cravou 11s36, ficou apenas na 12ª posição no geral e não se classificou para a final, que será disputada ainda nesta quinta-feira, às 16h12 (de Brasília), no Estádio Olímpico de Londres.

200 m rasos "vitimam" três brasileiros antes de finais
Nas outras três provas de pista que contaram com participações brasileiras - coincidentemente todas dos 200 m rasos, mas por classes diferentes - todos os atletas do país foram eliminados.

Na primeira prova do dia, os 200 m rasos T38 (para atletas paralisados cerebrais ambulantes) Jenifer Santos marcou 32s03, ficou na última posição de sua bateria e foi eliminada com o 10º tempo no geral. A pernambucana é a atual bicampeã parapan-americana da prova.

Nos 200 m rasos T13 (para atletas deficientes visuais), o gaúcho André Andrade decepcionou e também ficou de fora da final. O brasileiro, medalhista de prata da mesma prova nos Jogos Paralímpicos de Sydney 2000, terminou a bateria classificatória com o 10º tempo e ficou a 26 centésimos da vaga para a final, que será disputada ainda nesta quinta-feira, às 15h25 (de Brasília).

Já nos 200 m T12 (para atletas deficientes visuais), a jovem Alice Correa, de apenas 16 anos, ficou na sexta colocação e foi eliminada da final, que contará com quatro atletas e será realizada ainda nesta quinta-feira, às 15h16 (de Brasília).

Brasileiros não levam medalhas em provas de campo
Nas provas de campo, únicas da manhã desta quinta a terem disputas medalhas, os atletas brasileiros até foram bem, mas não conseguiram subir ao pódio.

No lançamento de disco F37 (para atletas paralisados cerebrais ambulantes), Shirlene Coelho repetiu o bom desempenho de dois dias atrás, quando ficou na quarta posição do arremesso de peso, e terminou a prova no quinto posto, com a marca de 27.58 m, sua melhor na temporada.

Com direito a recorde mundial, a chinesa Na Mi lançou 35.35 m ainda na primeira tentativa e faturou a medalha de ouro. Compatriota de Mi, Qiuping Xu atingiu 32.08 m e faturou a prata, enquanto a britânica Beverley Jones ficou com o bronze.

No arremesso de peso F40 (para atletas anões), o alagoano Jonathan Santos, mais conhecido como "Romarinho", terminou na sétima posição com a marca de 10.88 m. O chinês Zhiming Wang arremessou 14.46 m, novo recorde mundial, e ficou com o ouro, enquanto o argelino Hocine Gherzouli faturou a prata e o grego Paschalis Stathelakos, o bronze.

Já no salto triplo F11 (para atletas deficientes visuais), Luciano Pereira só teve um salto válido, marcou 11.02 m e ficou com a nona colocação. O ouro ficou com o russo Denis Gulin (12.91 m), enquanto a prata foi conquistada pelo chinês Duan Li (12.75 m), e o bronze, pelo ucraniano Ruslan Katyshev (12.50 m).

Com direito a recorde mundial nas eliminatórias, Yohansson Nascimento buscará terceira medalha em Londres
Com direito a recorde mundial nas eliminatórias, Yohansson Nascimento buscará terceira medalha em Londres
Foto: Getty Images
Fonte: Terra
publicidade