PUBLICIDADE

Donovan cutuca Klinsmann, mas leva invertida de Lalas

Pelo Twitter, ídolo do futebol dos EUA elogiou veterana da seleção feminina, uma crítica sutil a Klinsmann, técnico do time masculino

1 jul 2015 11h18
| atualizado às 11h23
ver comentários
Publicidade

Landon Donovan é o maior jogador da história do futebol dos Estados Unidos, mas foi deixado de fora da convocação para a Copa do Mundo de 2014 pelo técnico Jurgen Klinsmann, decisão que deixou muitos americanos irritados e sem compreender o ocorrido. Sem a presença do veterano, que encerrou a carreira após aquela temporada, os EUA caíram nas oitavas de final para a Bélgica na prorrogação.

Isso já faz quase um ano, mas o hoje ex-jogador ainda não digeriu a decisão controversa do treinador. Discretamente, Donovan tem dado cutucadas em Klinsmann, sendo que a última delas foi feita na noite desta terça-feira. Na Copa do Mundo feminina, a técnica Jill Ellis chamou a veterana centroavante Abby Wambach para fazer parte do elenco americano, mas não a tem utilizado muito dentro de campo.

Ídolo dos EUA, Landon Donovan ficou fora da Copa de 2014
Ídolo dos EUA, Landon Donovan ficou fora da Copa de 2014
Foto: EFE

Reserva, Wambach tem entrado no segundo tempo, trazendo sua experiência - 35 anos, duas medalhas de ouro olímpicas e mais de 100 gols pelo país - para ajudar a equipe na busca de título que ela não conquistou na vitoriosa carreira. Pelo Twitter, Donovan elogiou a atacante após a vitória por 2 a 0 sobre a Alemanha no Mundial feminino do Canadá:

"Amo o entusiasmo e a presença veterana de @AbbyWambach mesmo não jogando muito. Esse tipo de liderança não tem preço durante uma Copa do Mundo", escreveu o ex-astro da seleção masculina, com um subtexto bem evidente ao final da frase.

Tal liderança veterana não esteve presente no banco dos Estados Unidos durante o Mundial de 2014, e fez falta em momentos como a partida contra os belgas, na qual os americanos foram pressionados o tempo todo e só não saíram derrotados antes do tempo extra porque o goleiro Tim Howard teve uma atuação histórica, quebrando a barreira das duas dezenas de defesas.

A mensagem subliminar deixada para Klinsmann, no entanto, foi "entendida" de outra maneira pelo ex-jogador e hoje comentarista Alexi Lalas.

Já interpretando o recado que Donovan quis mandar ao técnico, Lalas "concordou" com o ídolo americano: "Concordo. @J_Klinsmann deveria ter levado @AbbyWambach", cutucou.

Donovan levou na esportiva, mas esta não foi a primeira vez que ele amargurou sua não-convocação. Uma semana antes de elogiar Wambach, Donovan publicou que estava desapontado por não ter sido chamado para a seleção americana que disputará a Copa Ouro da Concacaf:

 

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade