3 eventos ao vivo

Líder, Inter quer sustentar liderança e colocar fim a tabu diante do Grêmio

Em caso de vitória, equipe colorada pode abrir quatro pontos de vantagem na liderança; time de Renato Gaúcho quer se manter na luta pelo campeonato

24 jan 2021
13h39
atualizado às 13h55
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Após assumir a liderança do Campeonato Brasileiro, o Internacional aposta na ampliação da sua empolgante série de sete vitórias consecutivas no torneio para se sustentar na ponta e até aumentar a vantagem. Porém, o desafio deste domingo é complicado: o rival Grêmio, no Beira-Rio, às 16 horas, neste domingo.

A fase do Inter é excelente. Além de uma sequência de triunfos que fez o time voltar a brigar pelo título depois de sair da sexta posição, a goleada aplicada no São Paulo (5 a 1) fez a equipe chegar ao topo da competição, despachando de forma incontestável o então líder dentro do Morumbi.

Porém, mesmo em alta, o Inter não se empolgou. Isso porque tem pela frente o Grêmio, em duelo que vale pela tradicional rivalidade, mas também a recém-conquistada liderança. O campeonato ainda está aberto, mas uma vitória no clássico pode significar muito. Além da vantagem na liderança, o Inter precisa da vitória para encerrar um incômodo tabu. A equipe colorada não vence os tricolores há 11 confrontos, período superior a dois anos de jejum. O último triunfo foi em 9 de setembro de 2018, por 1 a 0.

Se de um lado um time quer manter a boa fase e encerrar um tabu, do outro o Grêmio tenta embalar uma vitória sobre seu maior rival justamente para manter a invencibilidade e subir na tabela do Brasileirão. Os comandados de Renato Gaúcho ocupam a sexta posição com 51 pontos.

Para isso, Renato faz mistério. Ele ainda não revelou qual será o time titular, mas vai com força total para surpreender o adversário em seus domínios. Ausentes no empate com o Atlético-MG, Pedro Geromel e Matheus Henrique estão à disposição para o clássico. Ambos ainda se recuperam de lesões, mas um duelo contra o maior rival pode ser determinante para retornarem entre os titulares.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade