0

Dunga admite que Seleção precisa apresentar um futebol melhor

15 jun 2010
18h00
atualizado às 20h04
Allen Chahad
Renato Pazikas
Direto de Johannesburgo

Após a vitória magra por 2 a 1 sobre a Coreia do Norte, no jogo de estreia na Copa do Mundo da África do Sul, nesta terça-feira, o técnico Dunga admitiu que a Seleção Brasileira precisa apresentar um futebol melhor no decorrer da competição. O treinador ficou chateado principalmente pelo gol sofrido nos minutos finais.

"Nas circunstâncias de estreia, com a ansiedade, estamos satisfeitos pela vitória. Mas, lógico, queremos cada vez jogar melhor, fazer mais gols. E, se ninguém falhar, vai ser 0 a 0. Assim como eles falharam e nós marcamos, também falhamos", disse Dunga, depois do duelo no Estádio Ellis Park, em Johannesburgo. "Queremos sempre mais. O espírito da Seleção é esse. Não nos contentamos com nada que passou, queremos mais sempre", completou.

O treinador admitiu que o nervosismo atrapalhou o rendimento do Brasil. O primeiro gol, marcado por Maicon, saiu apenas aos 10min do segundo tempo. A equipe ainda ampliou com Elano aos 26min e levou um gol norte-coreano, anotado por Ji Yun-Nam, aos 44min.

"Acho que a estreia é uma das partidas mais difíceis que tem. Tem ansiedade depois de um longo período de treinamento. Queremos marcar e não tomar. Se perguntar para o Júlio (César) se está feliz, claro que não. Consequentemente eu também não", disse.

O ala esquerdo norte-coreano Ji Yun-Nam, aos 43min, invadiu a defesa brasileira, passou entre Maicon e Lúcio e marcou deslocando Júlio César com facilidade.

Dunga elogiou o sistema defensivo dos rivais, que ficaram praticamente sempre com oito jogadores atrás da linha da bola. "Acho que, quando se encontra uma seleção também ofensiva, você vai criando espaço. Contra adversário mais retrancado, é mais difícil. Você começa a insistir, errar mais passes. Não é fácil jogar contra uma equipe que se fecha bem. Se vocês puderam nota, a movimentação deles para fechar espaço era quase perfeita", avaliou.

Apesar da fraca atuação do meia Kaká, o treinador garantiu que a substituição já estava programada. Nilmar entrou na vaga do craque. "Já estava prevista a troca do Kaká, que não ia jogar 90 minutos. Faz mais de cinco meses que ele não jogava uma partida completa, conosco conseguiu fazer três. Queríamos dar velocidade, pensamos que a equipe deles ia sair um pouco mais depois dos 2 a 0. Mas o gol acontece. Poderia ter feito um a mais, como tomamos. Isso é normal no futebol", disse.Dunga fez questão ainda de exaltar a boa atuação de Robinho. "Estou muito feliz com o crescimento dele. Há um ano ninguém queria ele. No ano passado, quando ele estava no Manchester City, lembram? Queriam tirar ele da Seleção. Sabe qual é meu maior defeito? Tenho memória de elefante", declarou.

Copa 2010 no celular

Notícias, fotos, classificação, tabelas, artilheiros, estatísticas e curiosidades também estão no celular.
Acompanhe o minuto a minuto de todos os jogos do Mundial e escolha os melhores em campo.
Acesse: m.terra.com.br/copa
Baixe o aplicativo: m.terra.com.br/appcopa
SMS: receba as noticias e os gols da Seleção no seu celular; envie COPA para 83772

Fonte: Terra
publicidade